O Bruxo do Cosme Velho e os Piratas do Sertão

http://www.anovademocracia.com.br/109/16.jpg
Machado de Assis é sertão, Sérgio Resende!

Recentemente, na Ilha de Itamaracá, litoral pernambucano, se realizou o 1º Encontro do Coletivo Bagaço. 25 artistas e apreciadores da arte popular se encontraram para debater, produzir e experimentar a alta cultura de nosso povo.

Houve excelentes discussões sobre a arte a serviço do povo, provocadas por uma entrevista do cartunista Latuff, pelo clip da banda El Efecto (O encontro de Lampião com Eike Batista) e por outros vídeos. Debatemos o realismo socialista a partir de uma análise crítica da obra de Jorge Amado, onde se destacou este autor como expressão deste gênero na literatura brasileira, bem como seu retrocesso ao naturalismo no final dos anos 50.

Fez-se o balanço de um ano das atividades do Bagaço, após a exibição de belas montagens fotográficas das intervenções do Coletivo. Assistimos o excelente documentário de Sérgio Rezende, Sertão, sertões, onde ressaltou-se a necessidade imprescindível de conhecer a vida do povo para produzir verdadeira arte popular. Num clima de muita animação e integração, dançamos coco nas areias de Lia e aprendemos, em uma oficina, um pouco dos segredos da capoeira angola.

Vários movimentos e coletivos culturais compareceram ao encontro bagaceiro: a galera do CCJ (Centro de Comunicação e Juventude), a turma da 33 Crew, as companheiras do MEPR, do MFP, do DA de Economia Doméstica da UFRPE e do DA de Pedagogia da UFPE, as jovens do grupo teatral da Área Revolucionária José Ricardo e o Comitê de Apoio ao Jornal A Nova Democracia.

Após a exibição do documentário Sertão, sertões, jantamos inhame com um cozido de carne, animados por declamações de poesia. Depois de recitar sua poesia Roda peão, o jovem poeta e operário da construção civil JP, me lançou o seguinte dilema:

– Você já leu um texto de Machado de Assis sobre Antônio Conselheiro? Sérgio Rezende fala que ele é litoral, mas neste texto ele enche a bola dos sertanejos.

Nunca tinha ouvido falar deste texto. Silenciosamente também me incomodei com esta passagem do documentário, onde se diz: "A África é sertão; a Europa é litoral. Machado de Assis é litoral; Euclides da Cunha e Guimarães Rosa revelaram o sertão." Machado de Assis inaugurou o realismo na literatura brasileira, o povo raramente aparece entre seus personagens, mas a descrição ácida que faz da corte é extremamente rica e crítica. Classificá-lo como litorâneo-europeu me parecia injusto. José de Alencar com sua literatura quase portuguesa, talvez fosse o mais adequado nesta classificação. Sabia da estreita amizade entre Machado de Assis e Euclides da Cunha, o que aumentavam minhas dúvidas sobre esta separação, mas me faltavam mais argumentos para contestar tal afirmação. Na hora pedi para JP me mandar o texto.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza