Síria: 94 mil mortos

http://www.anovademocracia.com.br/110/14c.jpg

Até meados de maio, o número de pessoas mortas em conflitos na Síria desde 2011 já superava os 94 mil, segundo o "Observatório Sírio dos Direitos Humanos" (OSDH), que no dia 12 havia indicado que tinham sido registradas 82.257, mas, dois dias depois, o número foi atualizado com informações das regiões alauitas que pertencem ao gerente sírio Bashar al-Assad.

A carnificina levada a cabo no país tem encontrado nos imperialismos russo e ianque (bem como seus aliados) seus principais financiadores. O primeiro apoiando o regime reacionário de Assad e o segundo apoiando o exército "rebelde".

Em 16 de maio, o mesmo ‘Observatório’ afirmou que, no dia 3, pelo menos 145 pessoas morreram em Banias, no oeste, em um massacre levado a cabo pelas forças leais a Assad. Segundo as fontes, entre as vítimas, 34 tinham menos de 16 anos, incluindo bebês, e 40 eram mulheres. "Dezenas estavam até agora desaparecidas, seus corpos foram encontrados em suas casas incendiadas ou sob os escombros", afirmou. No dia 2, pelo menos 51 pessoas foram assassinadas em Bayda, um povoado próximo de Banias.

Após o massacre, que foi efetuado também com bombardeio aéreo, centenas de pessoas fugiram de Banias rumo a Tartus. O OSDH divulgou um vídeo, que não pôde ser confirmado, em que é possível ver pessoas, inclusive crianças, cobertas de sangue e com queimaduras.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro