Guaranis ameaçados de perder sua terra em SC

http://www.anovademocracia.com.br/110/10.jpg
Desenho feito pelos próprios índios mostra o território em disputa

O reacionário gerente estadual de S. Catarina, Raimundo Colombo, solicitou ao Ministério da Justiça em meados de abril o cancelamento da demarcação das terras guaranis do Morro dos Cavalos (município de Palhoça, perto da capital).

A área, de 1.988 hectares, já estava legalizada e reconhecida como território indígena desde 2008, faltando apenas a Funai pagar as indenizações aos ocupantes brancos e realizar sua retirada.

No entanto, estimuladas por ricos empresários e outros grandes burgueses locais, as 77 famílias de ocupantes passaram há alguns meses a criticar as indenizações, a recusar-se a sair da área e, algumas delas, a atuar violentamente contra os guaranis.

Violências que incluem ameaças de morte e de incêndio; cortes criminosos da água que abastece a aldeia; ofensas na internet; campanha de calúnias junto às populações das cidades próximas afirmando que os "bugres" (termo pejorativo usado por fazendeiros catarinenses) trariam para a região outros 15 mil indígenas.

O clima é tenso. Mais uma vez os poderes dominantes estão jogando povo contra povo. No caso, moradores remediados/pobres contra índios.

Um sinal disso foi a demora exagerada da gerência federal (Funai) em começar os pagamentos às famílias ocupantes.

Conforme o sítio na internet desacato.info, funcionários regionais do órgão estavam preparados para iniciar a indenização em 2010, porém os trabalhos cessaram depois que os técnicos receberam telefonemas de Brasília. Outros sinais da tática de gerar conflito são a insuflação à violência por parte dos burgueses e a atitude autoritária de Colombo.

Resultado das manobras das classes reacionárias: dias após o pedido do gerente, todos os procedimentos sobre a entrega final do território aos indígenas foram paralisados!

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro