"O governo não quer paz, o governo quer guerra com os povos indígenas"

A- A A+
http://www.anovademocracia.com.br/110/07a.jpg
Indígenas e ribeirinhos ocuparam Belo Monte em maio de 2013

Entre os dias 2 e 10 de maio, cerca de 200 indígenas dos povos Munduruku, Juruna, Kayapó, Xipaya, Kuruaya, Asurini, Parakanã, Arara e ribeirinhos locais ocuparam o sítio Belo Monte, um dos principais canteiros de obras da Usina Hidrelétrica Belo Monte, em Vitória do Xingu (PA). Eles exigiam a paralisação imediata das obras, denunciavam a militarização do seu território, a destruição dos recursos naturais provocada pelas obras e o descumprimento das promessas feitas pelo governo federal aos indígenas e ribeirinhos durante ocupações anteriores.

Essa foi a terceira ocupação em dois meses realizada por indígenas e ribeirinhos em canteiros de obras de Belo Monte. E, mais uma vez, como em todas as outras em que operários, indígenas ou ribeirinhos realizaram greves, protestos ou ocupações, a Força Nacional de Segurança, que há meses ocupa o canteiro de obras, e a Polícia Federal reprimiram os manifestantes.

No dia 3 de maio, segundo dia de ocupação, aproximadamente cem policiais da Força Nacional já sitiavam o acampamento indígena.

Reação se contradiz

Segundo nota publicada pelo Conselho Indigenista Missionário (Cimi), em 9 de maio, um relatório elaborado pela chefe da Polícia Federal em Altamira (PA), apontaria que "os indígenas estariam ameaçando cerca de 3 mil trabalhadores, o que justificaria" uma ação de reintegração de posse em favor do Consórcio Construtor Belo Monte – CCBM.

Porém, o Ministério Público Federal – MPF/PA publicou nota demonstrando preocupação com a condução da reintegração de posse, "já que a chefe da PF em Altamira, responsável pelo relatório feito à Justiça, é casada com o advogado da Norte Energia S.A Felipe Callegaro Pereira Fortes, autor do pedido de reintegração de posse. No agravo feito ao TRF1, o advogado chega a citar o relatório da PF, assinado pela sua esposa".

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja