Gaúcha no choro e samba

http://www.anovademocracia.com.br/112/17.jpg

Cantora e compositora apaixonada por música brasileira de todas as épocas, especialmente o choro, a gaúcha Nina Wirtti faz carreira solo no Rio de Janeiro e lança seu primeiro disco, Joana de Tal, repleto de canções inéditas de autores dessa geração. Ex-aluna da Escola Portátil de Música e da oficina de canto da Amélia Rabello, Nina desenvolveu um prazer especial em interpretar autores que admira, de décadas passadas ou contemporâneos.

— Venho de uma família de músicos. Meus tios tocam instrumentos, meu avô materno era violinista, e meu pai, Antônio Gringo, é músico profissional, cantor e compositor do Rio Grande do Sul, envolvido com a música regional gaúcha. Assim, toda a nossa família sempre viveu em um ambiente de festivais, bailes e shows, tanto foi que eu e meus dois irmãos acabamos seguindo carreira na música – conta Nina.

— Meu irmão, o Guto Wirtti, é contrabaixista, faz muita coisa, e minha irmã, Grazie Wirtti, é cantora e compositora. Dos três fui a única que escolheu uma área diferente para estudar, à princípio. Sou de Santa Maria, interior do Rio Grande do Sul, onde tem uma universidade federal, e assim acabei cursando psicologia – continua.

— Mas já nesse tempo a música estava começando a falar muito alto em mim. Batia um desejo muito forte de compor e de cantar também. Porém, a questão de uma escolha pela música popular brasileira naquele momento ainda era muito imatura. Costumava ouvir de tudo que era oferecido a minha geração – diz.

Influenciada pelo irmão Guto Wirtti, Nina resolveu mudar-se para o Rio, tentando uma carreira na música.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro