Afeganistão: Invasores e mercenários aniquilados

A- A A+

Três soldados das tropas invasoras da Otan foram aniquilados no dia 23 de julho quando um homem detonou explosivos na passagem de um comboio militar na província de Wardak, sudoeste da capital Cabul. O comando das forças imperialistas confirmou as mortes, mas sem divulgar as nacionalidades dos militares.

Não há perdão para traidores

Pelo menos oito traidores afegãos que trabalhavam para as tropas invasoras da Otan foram encontrados mortos no dia 18 de julho na província central de Logar. Seus corpos foram encontrados no distrito de Khwahay. De acordo com as primeiras investigações, eles se dirigiam a seus postos de trabalho numa base militar próxima da região quando foram surpreendidos pela resistência.

Após quase 12 anos da invasão ianque que originou a queda do regime fundamentalista talibã no país, o conflito no Afeganistão vive um de seus momentos mais sangrentos. Em 21 de julho, um grupo da resistência atacou a casa de um funcionário do "governo" lacaio em Khost, no leste do país, aniquilando ele e cinco pessoas da segurança.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja