Que venham mais tempestades!

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

Na primeira semana de agosto foi realizada uma reunião de balanço da equipe de redação do AND no Rio de Janeiro.

O debate da situação política foi baseado em um informe do professor Fausto Arruda, que fez um relato sobre as principais batalhas protagonizadas pela juventude nos meses de junho e  julho, e que prosseguiam em agosto em diversas regiões do país. O informe apontou particularmente o trabalho do jornal durante esses protestos, o trabalho de divulgação, o sucesso das brigadas com a edição histórica que trazia a manchete Viva a juventude combatente!, que praticamente esgotou em Belo Horizonte, Recife e Rio de Janeiro, teve expressiva vendagem em Montes Claros (MG) e significativa vendagem em outras regiões do país.

A grande rebelião popular foi acompanhada de grande agitação das forças que apoiam e divulgam o AND. Surgiram novos comitês na região Amazônica, antigos colaboradores voltaram a escrever, revigorou-se o trabalho de divulgação no Espírito Santo e outras localidades. Os brigadistas do jornal uniram-se ao movimento Hip-Hop em Montes Claros e realizaram uma grande agitação político-cultural. AND respirou fundo os ares da rebelião popular.

Trabalhamos nas manhãs, tardes, noites e madrugadas afora. Particularmente no Rio, os vídeos do AND cresceram em número e qualidade. A reportagem de AND cobriu os principais combates da juventude e à medida que cresceram os protestos, as visualizações dos vídeos de AND Produções deram um salto tremendo, aproximando-se da marca de dois milhões no fim da primeira quinzena de agosto. O vídeo do cerco das massas à Assembleia Legislativa do Rio e dos enfrentamentos entre manifestantes e policiais foi assistido mais de 365 mil vezes! Nossos repórteres passaram a ser procurados, reconhecidos pelos manifestantes, apoiados entusiasticamente.

O número de curtidas na fanpage no Facebook triplicou nos meses de junho e julho e o número de seguidores já se aproxima dos 13 mil na primeira quinzena de agosto.

As demandas da imprensa democrática e popular cresceram junto com a luta das massas. Nosso trabalho visivelmente deu um grande salto quantitativo e qualitativo e exige que nossa redação cresça em “quantidade, qualidade, rapidez e economia”.

Durante uma tarde inteira debatemos com seriedade todas essas questões e aprovamos uma série de propostas pelas quais nos bateremos nos próximos meses. Entre elas destacam-se:

- Será realizado um seminário do jornal inteiramente dedicado ao trabalho na internet e com os vídeos para debatermos técnicas e formas de trabalho. A data ainda será definida.

- Debatemos a necessidade de que um coletivo da redação se dedique mais ao trabalho do jornal na internet: blog da redação, Facebook, site do jornal, etc.

- Aprovamos mudanças na plataforma do site do jornal, que incorporará o blog tornando-se um portal de notícias.

- Finalmente, aprovamos a realização do 3º Encontro Nacional dos comitês de apoio em outubro próximo (local e data serão definidos pela direção do jornal e comunicados com antecedência).

Convocamos desde já todos os apoiadores, membros dos comitês de apoio, colaboradores, leitores e amigos de AND para iniciarmos desde já uma ampla campanha de finanças para a construção o 3º Encontro Nacional dos comitês de apoio, momento de grande importância em que pretendemos realizar um balanço profundo de nosso trabalho de divulgação, traçar novas metas e preparar um grande salto.

São muitos desafios, que nos cobram concentração, disciplina e ousadia.

Viva a imprensa democrática e popular!

Viva a nossa brava e bela juventude combatente!

Viva o jornal A Nova Democracia!

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin