Liberdade já para todos os prisioneiros políticos!

A- A A+
 
http://www.anovademocracia.com.br/118/05a.jpg
Pai do preso João Leonardo Martins.

No dia 25 de setembro foi realizado, na Praça Sete, Centro de Belo Horizonte, o 2º ato convocado pela Frente Independente pela Memória, Verdade e Justiça de Minas Gerais (FIMVJ-MG) contra a repressão, pela libertação imediata dos presos políticos, fim dos processos movidos contra os manifestantes de 7 de setembro e pela libertação imediata dos operários grevistas presos da Anglo American/Montcalm, em Conceição do Mato Dentro – MG e Vale/Enesa, em Itabira – MG. O ato também homenageou os jovens Douglas Henrique, Luiz Felipe e Lucas Daniel, mortos pela repressão policial durante os protestos populares de junho e julho em Belo Horizonte e região.

Cerca de 150 pessoas compareceram, contando entre elas vários familiares de manifestantes presos ou em liberdade condicional, que se pronunciaram denunciando a repressão policial e a criminalização dos movimentos populares. Também estiveram presentes ex-presos políticos do período do regime militar e advogados empenhados na defesa dos presos e processados e em sua libertação, ao lado das lideranças operárias, estudantis e femininas que compõem a Frente Independente pela Memória, Verdade e Justiça.

Em nota de convocação do ato, a FIMVJ-MG denunciou que, no dia 7 de setembro, 56 manifestantes foram detidos. Destes, 37 foram para o Ceresp, onde 14 deles permaneceram presos até o dia 10 de setembro.

"Nos porões do CERESP, todos os manifestantes presos foram submetidos a maus tratos, humilhação e tortura – dêsta vez, os agentes penitenciários se somaram aos policiais. Os manifestantes foram obrigados a ficar de joelhos na brita – nus e algemados nas costas – por mais de uma hora, enquanto tinham os cabelos raspados. Houve ainda detonação de bombas. Um companheiro desmaiou e, desacordado, levou chutes no abdômen, que havia sido atingido por bala de borracha na manifestação."

O manifestante João Leonardo Martins teve os seus cabelos arrancados à faca, enquanto era chamado de "preto e coisa imunda". Ele "foi obrigado a ficar descalço o tempo todo que esteve preso. João Leonardo também estava ferido: além de ter sido atingido por bala de borracha, foi ferozmente espancado pelo Tenente Salgado".

http://www.anovademocracia.com.br/118/05b.jpg
1º ato realizado pela FIMVJ.

Dois manifestantes do 7 de setembro continuam presos em Belo Horizonte:  O marceneiro e músico Enieverson Mendes Rodrigues (conhecido como 'Ameba') e Rodrigo Gonzaga Brandão, vendedor ambulante que mora na rua. Ambos tiveram as liminares dos pedidos de habeas corpus indeferidas até o momento e cumprem prisão preventiva.

Os 14 manifestantes, liberados sob liberdade condicional, ficaram obrigados, por determinação de uma juíza, a comparecer mensalmente perante juízo; proibidos de participar de manifestações, inclusive pelas redes sociais; proibidos de sair da comarca. Porém, até mesmo essa medida absurda foi sobreposta por outra escancaradamente fascista: no dia 20 de setembro, o delegado Hugo e Silva pediu a prisão preventiva de 11 dos 14 manifestantes sob a acusação de "formação de milícia privada", "formação de quadrilha", "desacato", "corrupção de menores" e "incitação ao crime".

Aliás, essa não é a única medida fascista em curso. Assim como ocorreu no Rio de Janeiro, também tramita na Assembleia Legislativa de Minas Gerais o projeto de lei, de autoria do deputado Sargento Rodriques (PDT), que criminaliza o uso de máscaras utilizadas como proteção contra os ataques das forças de repressão nas manifestações.

Durante a manifestação, os representantes da FIMVJ–MG declararam que essa mobilização será mantida até que todos os presos sejam libertados e os processos movidos contra eles sejam anulados. Todas as organizações que compõem a Frente estão em vigília e mobilizados e novos protestos serão organizados.

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia
LEIA TAMBÉM

Edição impressa

A imprensa democrática e popular depende do seu apoio

Leia, divulgue e conheça. Deixe seu nome e e-mail para se manter informado
Please wait

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

PUBLICIDADE

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Tel.: (11) 3104-8537
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!
#
#
#

ONDE ENCONTRAR

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja