Professores ocupam câmara em Goiânia

A- A A+
http://www.anovademocracia.com.br/119/11.jpg
Assembleia do dia 11 de outubro decide pela continuidade da greve.

Na manhã do último oito de outubro, cerca de 300 profissionais da rede municipal de educação de Goiânia (GO) ocuparam o plenário da Câmara Municipal.

Nós estávamos acompanhando a votação e o presidente da Câmara tentou fazer uma manobra para nos prejudicar, e isso acabou levando à ocupação — explica Antônio Gonçalves, professor da rede municipal de ensino e integrante do Comando de Greve.

Os profissionais da educação estavam acompanhando a votação de um projeto de lei complementar, de autoria do prefeito Paulo Garcia (PT), que “concedia” auxílio locomoção aos professores, de R$133 a 266, dependendo da carga horária trabalhada. O projeto, na verdade, reduzia o valor pago aos professores a título de deslocamento. A oposição apresentou emendas, aumentando os valores para de R$213 a R$425. 

Durante a votação, o placar variou bastante, mas caminhava para o fim com 16 votos favoráveis ao aumento e 15 contra. Mas o placar foi invertido com a chegada de dois vereadores. Um deles foi favorável às emendas, mas depois afirmou ter votado “errado” e pediu para refazer o voto, colocando o placar em 17x15, prejudicando os profissionais em greve. Neste momento, os professores ocuparam o plenário da casa. 

Até o fechamento desta edição, a Câmara continuava ocupada por centenas de trabalhadores. Uma assembleia com cerca de cinco mil professores havia decidido pela continuidade da greve e da ocupação. A justiça já determinou uma ordem de reintegração de posse em favor da Câmara, mas os professores prometem resistir.

A assembleia decidiu pela continuidade da greve e da ocupação, então nós vamos resistir. Estamos recebendo apoio de toda a sociedade, de pais, estudantes, trabalhadores, associações de bairro. A categoria está muito mobilizada e a sociedade nos apoia — comemora o professor Antônio Gonçalves.

Os professores exigem um canal de negociação direto com a prefeitura, já que meses e meses de tentativas de negociação com a secretaria de educação foram infrutíferos.

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja