Luta pela terra

PE: Mais de mil famílias tomam latifúndio

http://www.anovademocracia.com.br/120/12a.jpg
Fazenda Milano.

Em 13 de outubro, cerca de 1.300 famílias camponesas organizadas pelo MST tomaram as terras da fazenda Milano, a aproximadamente 80 km de Santa Maria da Boa Vista - PE, no sertão pernambucano.

A área possui 1.584 hectares e o latifundiário José Gualberto de Freitas Almeida, que reclama as terras, responde a inúmeros processos por sonegação de impostos. O latifúndio tem uma dívida de aproximadamente R$ 400 mil com o TRT.

No dia 18, a juíza Anna Paula Borges Coutinho, da comarca de Santa Maria da Boa Vista, expediu um mandado de reintegração de posse da fazenda Milano determinando um prazo de 15 dias para a sua execução, autorizando o uso de força policial no caso de resistência dos camponeses.

As famílias que tomaram as terras da Milano já manifestaram sua decisão de lá permanecer, viver e produzir.


RO: Camponeses rechaçam invasão policial a área

http://www.anovademocracia.com.br/120/12b.jpgJosé Jorge da Luz, preso
acusado de porte de armas.

Segundo matéria divulgada na página rondoniavip.com.br, em 14 de outubro, na fazenda Formosa, zona rural de Buritis, camponeses responderam a invasão policial da área em que vivem com resistência e aplicando ardis que obrigaram as forças de repressão a recuar e pedir reforços para poderem se retirar.

Uma guarnição da patrulha rural de Buritis fez uma incursão na área e prendeu o camponês José Jorge da Luz, de 62 anos, acusando-o de portar uma espingarda.

Segundo a página Rondônia Vip, os demais camponeses moradores da área cercaram a viatura e tentaram libertar o preso.

A resistência camponesa fez com que a viatura ficasse retida na sede da fazenda e os policiais só conseguiram sair após a chegada de reforços.

Segundo a reportagem da página rondoniense Alerta Notícias, os "policiais deram marcha ré na viatura e retornaram a sede da fazenda onde pediram reforços ao comandante Tenente Braguin que reuniu várias guarnições utilizando policiais de serviço e até mesmo alguns que estavam de folga e se deslocaram para fazenda".

Ao se retirarem, as forças de repressão se depararam com várias barreiras, barricadas em chamas, obstáculos de arames farpados e pedaços de paus na estrada.

O camponês preso foi levado para Buritis e uma guarnição do Grupo de Operações Especiais do 7º Batalhão da PM foi designado para patrulhar a área do acampamento.

Notícias veiculadas na internet relatam que os policiais teriam recolhido um saco com armamentos no mato próximo à área e fotos dessas armas e de uma motocicleta apreendida foram divulgadas, mas não há nenhuma comprovação de que essas armas pertençam aos camponeses ou que tenham mesmo sido encontradas nas imediações do acampamento. Não seria a primeira vez que armas plantadas em acampamentos seriam utilizadas para criminalizar o movimento camponês.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin