Frente Independente Popular é criada em Belém

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

Ocorreu no último dia 18 de outubro em Belém, capital do estado do Pará, uma reunião para a conformação da Frente Independente Popular nos moldes da que já existe no Rio de Janeiro. A FIP paraense incorporou a palavra "Cabana" ao seu nome, numa clara alusão a maior revolta popular da história do Brasil, a Cabanagem, que ocorreu no estado durante o chamado Período Regencial.

A FIP Cabana procura romper com o reformismo do chamado "Movimento Belém Livre", organização reformista que convocou os atos durante a rebelião popular ocorrida em todo o Brasil nos meses de junho/julho. Compõem a FIP Cabana o Movimento Estudantil Popular Revolucionário (MEPR), os Black Blocs, a Unidade Vermelha (UV) de Belém, a Confederação Obreira Brasileira de Belém, a Federação Operária Anarquista Paraense e o Movimento Revolucionário Socialista (MRS). Os membros dos partidos oportunistas/eleitoreiros poderão participar desde que como indivíduos.

As bandeiras de luta da FIP Cabana foram definidas após debate e consenso entre as organizações presentes:

A nível internacional:

1°- A FIP apoia a luta anti-imperialista e repudia as ações de submissão nacional.

A nível nacional:

1°- Liberdade para os presos políticos das manifestações de 2013.

2°- Contra a criminalização das manifestações públicas.

3°- Lutar contra o oportunismo eleitoreiro.

4°- Apoiar e incentivar as lutas sindicais em todo o país.

5°- Lutar contra a agressão imperialista ao povo brasileiro.

A nível municipal:

1°- Passe Livre nos transportes públicos, tanto para estudantes quanto para as classes trabalhadoras.

Definiu-se, também, a organização interna e aspectos de segurança, uma vez que a criminalização das massas em luta por parte das gerências de turno não é novidade. As próximas reuniões definirão os atos e protestos a serem realizados. Em breve relataremos essas ações.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro