Juiza pune posseiros e livra latifúndio

A- A A+
Pin It
Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

Em 11 de junho de 2013, o judiciário de Rondônia emitiu sentença em favor do latifundiário Ilário Bodanese, ex-prefeito de Vilhena e ex-secretário de estado de Rondônia durante a gerência Cassol. Na fazenda Rio do Ouro, reclamada pelo latifundiário, já foram apreendidas grandes quantidades de armas por duas vezes e detidos diversos pistoleiros. Diversas lideranças e ativistas do movimento camponês já foram ameaçadas e perseguidas e dois camponeses sofreram tentativas de assassinato por lutarem pela posse das terras da Rio do Ouro, onde estabeleceram a área Barro Branco.

Na citada sentença, Ilário Bodanese foi absolvido por "falta de provas" no processo em que era réu, acusado de porte ilegal das armas apreendidas em sua fazenda no dia 2 de julho de 2011.

AND já publicou, em edições anteriores, notícias de apreensões de dois arsenais e muita munição em fazendas de Ilário Bodanese, a primeira vez em julho de 2011 e a segunda em fevereiro de 2012. Na primeira ocasião, pistoleiros também foram detidos portando armas de grosso calibre, acusados de tentarem assassinar dois camponeses.

Judiciário só pune pobres

A juíza Lilian Pegoraro Bilharva, a mesma que deu sentença favorável ao latifundiário Bodanese, em 22 de abril deste ano, atendendo denúncia do Ministério Público, condenou 18 posseiros e pequenos agricultores acusados de "terrorismo" e "formação de quadrilha". Esses posseiros, que tentavam retomar suas terras e moradias invadidas pela fazenda Caramelho, foram covardemente atacados por bandos de pistoleiros contratados pelo latifúndio e teriam ferido um desses pistoleiros durante a resistência.

Em setembro último, os camponeses retomaram suas terras, mas foram alvo de novo ataque, dessa vez, desferido pela Ouvidoria Agrária Nacional, através do desembargador Gercino da Silva Filho, que recomendou nova ação de reintegração de posse contra a área Barro Branco.

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja