Comércio informal protesta no Recife

http://www.anovademocracia.com.br/121/09a.jpg
Comerciantes populares manifestam contra arbitrariedades.

Duas manifestações ocorreram no Recife (PE) no dia 31 de outubro, organizadas pelo Sintraci (Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Comércio Informal do Recife). Os manifestantes se uniram para protestar contra as arbitrariedades cometidas contra o comércio informal pela atual gestão do município.

Em Brasilit, comunidade do Recife, a prefeitura ordenou o despejo de cerca de 30 barracas que faziam comércio na comunidade. E sem abrir qualquer canal de negociação as barracas foram destruídas. No mesmo local, a prefeitura ainda pretende demolir várias casas de pessoas que vivem lá há vários anos, inclusive de uma senhora que mora com 22 netos, e reside no local há 35 anos. De uma hora para outra foi informada que deveria tirar suas coisas e sair de sua moradia.

Já os ambulantes que tinham ponto na Ponte de Ferro, organizaram um ato depois de tentativas frustradas de negociação com a gestão do município. Tudo começou quando a Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano (Semoc) removeu os ambulantes que estavam na Ponte de Ferro para a Av. Dantas Barreto, o que ocasionou significativa diminuição nas vendas dos comerciantes.

Numa reunião com o Semoc, os ambulantes pediram um prazo de 15 dias ao secretário João Braga para voltar para a ponte ou a Rua Sete de Setembro, pois já fazia três semanas que muitos padeciam de necessidades. Mas, demonstrando o descaso com que a prefeitura vem tratando a população, o secretário levantou-se e saiu da sala de negociação afirmando que não tinha acordo! Como se faz negociação sem acordos, senhor secretário?

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro