Caso Amarildo - Formação de Quadrilha: Major Edson, Capitão Nascimento e José Padilha

A- A A+

http://www.anovademocracia.com.br/123/06.jpgNo mês de julho, 2013, iniciou-se a operação “Paz Armada” nas favelas do Rio.  Nome sugestivo para uma população que sempre sobreviveu sob a força das baionetas. Nessa operação, foi assassinado o operário Amarildo. Unindo fragmentos já conhecidos da história, imagino que a coisa tenha se desenrolado assim:

Na favela da Rocinha, o major Edson Santos comunica a seus subordinados:

— Vamos botar pra gerar!

Faz um discurso contundente contra o tráfico de drogas pensando nas condecorações que irá receber do secretário José Maria Beltrame. Homem brigador, se fosse governador do Rio já teria acabado há muito tempo com a farra dos baderneiros de junho.

O major Edson odeia os estudantes, playboizinhos, fumadores de maconha. Em suas asseverações à tropa da Unidade de Polícia Pacificadora, sempre repete que são estes filhinhos de papai quem financiam o tráfico de drogas.

Na noite de 14 de julho, uma patrulha trouxe um homem preso. O cabo Guimarães, homem preferido do major, lhe entrega a presa. O coronel fizera a cobrança, a UPP da Rocinha carecia de resultados. Edson fica satisfeito, dá uma palmada no ombro do subordinado e diz:

— Deste jeito você chega rápido no Bope — dá uma sinistra gargalhada e pela primeira vez olha para o preso. Homem preto, magro, de barba, olhos muito assustados.

O major nem procurou saber seu nome, com sua experiência na rua tinha certeza de que o homem era culpado. Encontrei meu boi de piranha, agora é pegar o restante da boiada, pensou.

— Para o banheiro! — grita o major para assustar a presa, ele sabia que não precisava falar alto para ser atendido por seus policiais.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja