Protestos no subúrbio do RJ: segue a rebelião popular

http://www.anovademocracia.com.br/126/08b.jpg
Na Praça Seca, moradores sustentaram vigorosos confrontos contra a repressão policial

Na tarde do último dia 12 de fevereiro, novos protestos voltaram a acontecer na região da Praça Seca, na zona Oeste do Rio de Janeiro. A população da comunidade Bateau Mouche deu novas demonstrações de coragem e enfrentou a tropa de choque. Os protestos são em repúdio ao assassinato de dois jovens durante uma operação da Polícia Militar em Rocha Miranda.

No dia anterior, 11/2, outras manifestações já haviam ocorrido. Pela manhã, as pistas da Rua Cândido Benício foram bloqueadas e os manifestantes incendiaram um ônibus e um banheiro químico. Um carro da PM teve os vidros quebrados. Durante a noite outro ônibus e uma retroescavadeira foram incendiados. Vários moradores ficaram feridos com as bombas lançadas pela repressão.

A versão policial diz que os mortos (Gleberson Nascimento Alves e Alan de Souza Pereira) estavam acompanhados de mais dois homens que teriam sido abordados durante um patrulhamento na Avenida dos Italianos. Os rapazes teriam resistido e um deles atirado contra a viatura policial.

Porém, moradores e familiares negam a versão da PM e afirmam que as vítimas estariam levando uma peça de moto e teriam sido confundidos com os ladrões. Gleberson e Alan não tinham antecedentes criminais.

Em depoimento a um telejornal, a familiar de um dos rapazes, que não quis se identificar, disse: “Eles alegaram que eles estavam fugindo deles [dos policiais] e estavam trocando tiros com eles e não foi isso. Foi uma execução e não foi tentativa de assalto, como eles alegaram.”

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin