O bonde é do povo: a Copa, não

http://www.anovademocracia.com.br/128/08b.jpg
Ato dos moradores de Santa Teresa

Desde que o bonde de Santa Teresa, na cidade do Rio de Janeiro, espatifou na última curva da descida da Rua Joaquim Murtinho no dia 27 de agosto de 2011, causando a morte de seis pessoas, incluindo o motorneiro querido do bairro, seu Nelson, a população exige a volta do seu transporte tradicional. Depois de acusarem o morto de ser responsável pelo o acidente, a equipe do Secretário de Transportes, Júlio Lopes, após viajar pela Europa, contratou a AZVI, empresa espanhola acusada de financiar ilicitamente um partido, o PP, e que no seu portfólio tem apenas uma reforma de sistema de bondes, em Sevilha. No Chile, a empresa AZVI acaba de montar uma ponte ao contrário. Quando perceberam, já era tarde demais. O link do vídeo é http://youtu.be/Lyyt48VrXAg.

A obra começou da noite para o dia em dezembro passado sem qualquer aviso para os moradores da Rua Joaquim Murtinho, via principal do bairro dos Arcos da Lapa até o Curvelo. Muita gente amanheceu com os carros trancados na garagem. As três linhas de ônibus do bairro tiveram o trajeto alterado deixando os moradores da rua a mercê de uma van que sobe e desce ao bel prazer dos muitos tratores e caminhões. Quase quatro meses depois ainda não acabarem a troca dos trilhos de um lado da rua.

Na segunda feira, 31 de março, ocorreu um incêndio, apagado pelos operários que se viraram com mangueiras já que o carro dos bombeiros não conseguiu trafegar a estreita passagem entre a obra, o entulho e os carros estacionados. Já houve diversos casos de moradores doentes impossibilitados de sair devido aos caminhões bloqueando a rua. A AZVI respondeu que esses eram “problemas particulares”.

Por outro lado, no dia 24/3, abriram uma nova frente da obra, sem ao menos completar a outra. Moradores do bairro dizem que isso parece ser devido à pressão do francês dono do poderoso Hotel Santa Teresa, que já conseguiu mudar o local da feira semanal do bairro para não incomodar os seus hóspedes com cheiro de peixe. Com a Copa do Mundo à vista, ele quer que a área frente ao hotel esteja acabada a tempo de garantir o faturamento.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro