São Paulo: o Haiti é aqui

http://www.anovademocracia.com.br/130/18a.jpg
Haitianos sofrem com a fome e a falta de abrigo

A miséria absoluta induz ao êxodo os habitantes do país que no final do século XVIII foi cenário da primeira sublevação vitoriosa de escravos. A nação negra que combateu todas as grandes potências coloniais de forma desafiadora padece da herança de uma guerra de extermínio que se estabeleceu como uma das mais sangrentas já vistas na história – maldição de sua própria riqueza, pois o Haiti nutriu e enriqueceu por muito tempo os ricos países do mundo.

Desterrados em sua própria terra, empurrados pela fome, os haitianos buscam melhores condições de sobrevivência em outros territórios.

Nos últimos dias de abril desembarcaram em São Paulo mais de 500 haitianos que estavam no Acre. Carregando consigo apenas a roupa do corpo e outros utensílios; a maioria sem documentos, sem sobrenome e sem vontade de falar do passado. Muitos estão abrigados na igreja Nossa Senhora da Paz, outros tantos acabam dormindo ao relento. Homens de rostos duros, exaustos e famintos, que resistem as intempéries, as enfermidades, ao amontoamento das travessias e dos acampamentos.

O sociólogo Augusto Santiago do Carmo, especializado em estudos migratórios, coloca que o invólucro das grandes cidades tem sido engendrado por tempestades de pobreza e explosões súbitas de pessoas famintas que não possuem mais nenhuma garantia de subsistência em seus lugares de origem – o que produz padrões de segregação racial e política.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza