Professores em greve em vários estados

A- A A+
 

São Gonçalo (RJ)

http://www.anovademocracia.com.br/130/09a.jpg
Profissionais da educação protestam por melhores condições de trabalho em São Gonçalo, RJ
http://www.anovademocracia.com.br/130/09b.jpg

No dia 29 de abril, completou 34 dias a greve dos professores da rede pública de São Gonçalo, região metropolitana do Rio de Janeiro.

A categoria em luta reivindica reajuste de 30%, rejeitando a proposta de 7% da prefeitura, a partir de maio, e mais 5% no mês de novembro. O piso salarial inicial de R$ 764,55 é um dos menores do estado do Rio.

O gerente municipal Neilton Mulim (PR), se posicionando contra a educação, disse que, por conta da Lei de Responsabilidade Fiscal e do orçamento do município, não é possível conceder um aumento de 30%.

O monopólio da imprensa, como sempre, tenta jogar a opinião pública contra a greve, sempre frisando nos “alunos que estão sem aulas”. No entanto, não tem a mesma “preocupação” com a péssima qualidade das escolas e as precárias condições de trabalho dos professores.

Paraná

Após seis dias de paralisação, a greve dos professores da rede pública do Paraná foi suspensa após decisão tomada em assembléia em 29/4.

Na manhã deste mesmo dia, milhares de educadores realizaram a ‘Marcha da Educação’ pelas ruas de Curitiba. A passeata teve início às 9h com concentração em frente a Praça Santos Andrade e se encaminhou até a sede do Palácio Iguaçu, no bairro Centro Cívico.

Com a decisão da assembléia do dia 29, Paulo Schmidt, secretário estadual da educação, determinou a retomada das aulas imediatamente para o dia 30. No entanto, os professores afirmaram que só iriam retomar as aulas no dia 5 de maio.

A greve ocorreu devido a demora do governo em responder às demandas consideradas urgentes pela categoria: um novo modelo de atendimento à saúde; a não implementação dos 33% de hora-atividade para o magistério no início deste ano letivo; e o fim dos descontos no auxílio-transporte.

A categoria exigiu melhores salários e condições de trabalho, além da implantação do Piso Nacional para o professor (mínimo de 8,32%), o reajuste no mesmo índice do Piso Regional (7,34%), o pagamento das promoções e progressões atrasadas e melhoria do contrato de Processo Seletivo Simplificado (PSS).

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

A imprensa democrática e popular depende do seu apoio

Leia, divulgue e conheça. Deixe seu nome e e-mail para se manter informado
Please wait

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

PUBLICIDADE

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Tel.: (11) 3104-8537
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!
#
#
#

ONDE ENCONTRAR

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja