Greves de servidores públicos se espalham pelo país

A- A A+

http://www.anovademocracia.com.br/images/stories/xapoie2.jpg.pagespeed.ic.uCMRG92rnz.jpg

Greves de servidores públicos municipais, estaduais e federais ganharam intensidade no mês de maio e se espalham por todo o país.

No Rio de Janeiro, além da greve dos trabalhadores em educação das redes estadual e municipal, outras categorias de servidores públicos estão em greve desde a primeira quinzena de maio, entre elas os vigilantes e servidores do Ministério da Cultura.

Em São Paulo, os professores da Universidade de São Paulo (USP), Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e da Universidade Estadual Paulista (Unesp) deflagraram greve. Os agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego também paralisaram.

Em Minas Gerais, os servidores estaduais da saúde deflagraram, no dia 27 de maio, greve de 48 horas exigindo melhores salários condições de trabalho. Os servidores municipais da capital Belo Horizonte sustentam greve desde o dia 5 de maio e lutam contra a intransigência da gerência Lacerda (PSDB), que de forma provocadora afirmou “não ter pressa para negociar”. A assembleia geral dos servidores municipais de Belo Horizonte decidiu, no início da tarde de 28 de maio, manter a paralisação.

No Ceará, trabalhadores do Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e uma considerável parcela dos trabalhadores da limpeza pública da capital Fortaleza também estão em greve.

Em Brasília - DF, os profissionais do IBGE e da Companhia de Saneamento Ambiental paralisaram os serviços.

Os servidores técnicos administrativos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, como os que atendem as secretarias e a biblioteca da instituição, também estão em greve.

No Maranhão, servidores de sete campi do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFMA) estão em greve, assim como os funcionários técnicos administrativos da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Em 21 de maio, os servidores do Judiciário Federal e do Ministério Público da União (MPU) definiram um “apagão de 24 horas” em órgãos das Justiças do Trabalho, Eleitoral e Federal.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja