PMs invadem aula e prendem professor

A- A A+
Pin It
Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

Na manhã do dia 13 do mês passado, dois agentes à paisana da Polícia Militar do Paraná foram ao Campus da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), no município de Laranjeiras do Sul, invadiram a Sala 301, Bloco A, onde o Professor Elemar do Nascimento Cezimbra ministrava aula de Realidade do Campo Brasileiro para estudantes do curso de Agronomia e o levaram para fora do Campus em seu horário de trabalho.

O Professor Elemar é conhecido por sua atuação em defesa dos movimentos camponeses. Um manifesto redigido pelo corpo acadêmico repudiou o fato afirmando que “a referida invasão foi arbitrária porque fere a legislação em vigor em nosso país, visto que os atos de uma Universidade Pública Federal dizem respeito à Administração Federal, e como tal cabe à Justiça Federal e à Polícia Federal e não é território descoberto pela lei e não cabe à invasão de policiais militares”.

E mais: “Tal invasão desrespeitou a autoridade do Campus que são o seu Diretor Geral, Professor Dr. Paulo Henrique Mayer, a sua Diretora Acadêmica Professora Dra. Cladir Terezinha Zanotelli, e o seu Diretor Administrativo, Técnico Fernando Zatt Schardosin”. Além de ferir “as leis, o estatuto e os regulamentos da Universidade”, a invasão “agride a natureza do trabalho em uma Universidade Pública Federal, correspondendo a situação semelhante ao estado ditatorial”.

Dos 13 pontos descritos no Manifesto, destacamos aqui alguns deles, que colocam os questionamentos:

“10.Diante de tamanho terror perpetrado pelo aparelho policial militar, perguntamos: onde está a justiça do mesmo estado, o estado do Paraná? Que justiça criminosa ordenaria a invasão do Campus de uma universidade federal e de uma sala de aula para retirar um professor para ameaçá-lo, constrangê-lo pelo aparato policial militar estadual?

11.É fato que não pairava nenhuma acusação de crime contra o Professor Elemar que justificasse o crime cometido pelos policiais contra a sua pessoa e a instituição da UFFS, como crime contínuo e duradouro contra a dignidade da pessoa humana, contra a liberdade de pensamento, contra uma instituição de ensino, pesquisa e extensão, contra uma universidade pública federal e todos que lá trabalham e estudam.”

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja