“Cadê o Mateus?”: 2 anos desaparecido!

http://www.anovademocracia.com.br/134/08c.jpg
Familiares e amigos de Mateus exigem seu aparecimento

Mateus, apelidado de “Ronaldão” por ser bom de bola, na época com 15 anos, comprou, na noite do dia 16/09/12, uma moto de um usuário de drogas com 100 reais que tinha recebido de mesada do pai. No dia seguinte passeou com sua moto pela Pedreira Prado Lopes, aglomerado de vilas em Belo Horizonte, com outros dois amigos adolescentes, cada um dava uma volta por ali, como um brinquedo novo.

No fim da tarde, Mateus deixou a moto na Rua Popular, em frente a um lote vago, por volta das 20h. A rua estava bem escura. Cerca de trinta minutos depois voltou com os amigos pra ver a moto, quando avistou um carro da Polícia Militar.

Como agiriam quaisquer jovens de periferia ao se depararem com policiais em uma rua escura, todos correram para a casa da avó de Mateus, que morava ali perto.

Por volta das 21h30 resolveu voltar pra ver se tinham rebocado sua moto. Seus amigos disseram pra não voltar. Mas Mateus não atendeu, voltou sozinho.
Nunca mais foi visto.

Esse relato tem como base um texto publicado no facebook convocando para o ato “Cadê o Mateus?”, organizado por familiares, amigos, ativistas de organizações populares e advogados na Pedreira Prado Lopes no último dia 8 de julho. Apoiadores do AND estiveram presentes no ato prestando solidariedade aos familiares de Mateus e fizeram a cobertura do protesto.

Dezenas de pessoas re reuniram para exigir justiça. Palavras de ordem denunciaram a repressão policial e expressaram a dor e a revolta da mãe e avó de Mateus, presentes no ato que percorreu as ruas da região com faixas e cartazes.

Novo ato foi marcado para o dia 19 de setembro, quando completarão dois anos do desaparecimento do jovem. 

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro