Abrapo inaugura sede em Belo Horizonte

http://www.anovademocracia.com.br/135/09a.jpg
Dr. Nicolau fala durante inauguração da sede da Abrapo

A inauguração da sede da Abrapo (Associação Brasileira dos Advogados do Povo) em Belo Horizonte (MG) reuniu, no dia 16 de julho, estudantes, professores universitários, professores da rede pública, advogados, sindicalistas, militantes de direitos humanos e dos direitos do povo, organizações políticas, imprensa popular, ex-presos políticos do gerenciamento militar, enfim, as vozes mais consequentes que foram às ruas em junho e julho de 2014 durante a farra da Fifa para denunciar, protestar e dar sequência, em profundidade e conteúdo, à rebelião da juventude brasileira que irrompeu em 2013. E não só, na medida em que estavam presentes a IAPL (Associação Internacional dos Advogados do Povo), as Ligas de Camponeses Pobres e a Liga Operária.

Defendendo o direito do povo se defender a nível internacional (IAPL) e a luta pela terra e de resistência nas cidades no Brasil (LCPs e LO) estas organizações contribuíram, nos últimos 10 anos, na conformação e forja das organizações de advogados para defender o direito do povo de lutar por seus direitos, que resultaram na Abrapo.

O presidente de honra da Abrapo, Dr. Paulo Amaral, ex-preso político do gerenciamento militar, bastante conhecido por sua atuação na luta pela anistia à época e pela defesa de outros presos políticos, denunciou que todo o aparato jurídico-militar utilizado para reprimir os protestos durante a farra da Fifa (que mal acabara de terminar) tinha também por objetivo reprimir as lutas populares que, na sua avaliação, virão antes rápido do que tarde e com caráter revolucionário. O otimismo juvenil do Dr. Paulo Amaral, do alto de seus mais de 70, contagiou e emocionou.

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

O Dr. Júlio Moreira, Presidente da IAPL, recordou as lutas que, no Brasil, conformaram a Abrapo, e informou que tanto os processos quanto as ações dos advogados nestes episódios em breve seriam disponibilizadas para os jovens advogadas e estudantes que, hoje, se apresentam para defender os presos políticos “da Dilma”.

A Dra. Clarissa leu a mensagem dos companheiros do Cebraspo (Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos), impossibilitados de comparecer por estarem participando de manifestação pela libertação dos ativistas presos antes da final da Copa.

O Dr. Felipe Nicolau, Presidente da Abrapo, ressaltou a importância da inauguração da sede em Belo Horizonte, fruto do apoio de diversas entidades e organizações, destacando entre estes um que percorreu todo o processo da associação, o Marreta, sindicato que desde 1988 dirige a luta dos operários da construção civil. O Dr. Felipe também conclamou todos os presentes para que, além do esforço militante em defesa dos presos políticos durante as manifestações em 2013 e 2014, se realize uma vigorosa denúncia pela libertação do democrata indiano e ativista em defesa dos direitos dos povos, o Prof. GN Saibaba.

Tiveram destaque, entre as diversas intervenções de saudação, a repetida e emocionada referência a Resistência Palestina diante dos ataques genocidas de “Israel sionista e fascista”, bem como a mensagem da Liga dos Camponeses Pobres do Norte de Minas.

Uma importante observação foi feita, após a solenidade, por uma professora universitária presente: o claro posicionamento da Abrapo de que os advogados do povo reconhecem o protagonismo das massas nas lutas populares, e não o contrário, como comumente ocorre na luta popular sob a direção do oportunismo.

Ao final, o Dr. Paulo Amaral e a Dra. Regina Almeida inauguraram simbolicamente a sala, descerrando a cobertura vermelha que cobria a placa que destacava o Dr. Gabriel Pimenta, advogado do povo, militante da causa da libertação de nosso povo e defensor dos camponeses em luta pela terra, covardemente assassinado por pistoleiros a mando do latifúndio no sul do Pará em 1982.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin