México: pistoleiros admitem assassinato de 17 estudantes

http://www.anovademocracia.com.br/139/18a.jpg
Após os desaparecimentos, estudantes se rebelaram

Em 6 de outubro, agências internacionais de notícias divulgaram que dois supostos pistoleiros membros do crime organizado confessaram a execução de 17 dos 43 estudantes da Universidade Rural para Normalistas de Ayotzinaga que estavam sumidos na cidade de Iguala, estado de Guerrero, no sul do México. Os corpos foram encontrados numa fossa comum.

Os 43 universitários desapareceram uma semana antes, após truculenta repressão policial contra um protesto em defesa do ensino no município, onde atuam membros do cartel de drogas ‘Guerreiros Unidos’. O promotor Iñaky Blanco, em depoimento à imprensa, revelou que os dois supostos pistoleiros participavam deste grupo.

Iñaky disse ainda que os pistoleiros pararam um ônibus, fizeram descer 17 estudantes e "levaram para o alto de um cerro de Pueblo Viejo, onde há fossas comuns, e os executaram".

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

Estado e crime organizado irmanados

Ainda segundo Blanco, os dois homens disseram que a ordem para a repressão partiu do secretário de Segurança Pública de Iguala. Já a ordem para captura e assassinato teria partido de um homem conhecido como 'El Chucky', líder dos 'Guerreiros Unidos'.

O secretário de Segurança Pública de Iguala e o prefeito local (também envolvido no caso) estão foragidos e sendo procurados pela polícia federal. Segundo veículos de imprensa locais, a polícia que teria entregado os jovens aos traficantes. A instituição policial, afirmam, estaria  “totalmente infiltrada” pelo narcotráfico. Pelo menos 20 agentes já foram presos.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin