Notícias da Guerra Popular

Índia: as mulheres na Guerra Popular

Informações com base no artigo As mulheres naxalitas* ocupam um papel de combate, de Rabindra Nath Choudhury, publicado na web pelo periódico indiano The Asian Age.

http://www.anovademocracia.com.br/141/20a.jpg

Em 2008, a hierarquia máxima dos maoístas era composta apenas por 25% de mulheres. Agora a representação feminina nesta hierarquia cresce a passos largos, chegando a 60%.

Os informes da inteligência (do velho Estado indiano) têm mostrado que a tendência de homens maoístas dirigirem as unidades de combate do Exército Guerrilheiro Popular de Libertação (EGPL) está se invertendo recentemente com dirigentes femininas encabeçando vários pelotões e companhias, assim como vários comitês de áreas e comitês de divisão do Partido Comunista da Índia (Maoísta). As recentes nomeações de Sujata como líder do comitê militar do estado de Dandakaranya, Niti como chefe do comitê de divisão de Bastar Sur e Madhavi à frente do comitê da de divisão de Bastar Ocidental, são exemplos disso.

Antes, o papel dos quadros femininos era restrito a assistir seus companheiros em suas respectivas unidades. Agora, os quadros femininos têm sido recrutados para os papéis de combate.

A emboscada do ano passado ao comboio do Partido do Congresso [partido reacionário que participa do governo central e de várias outras instâncias do Estado] no estado de Chhattisgarh, que resultou em 27 mortos, é uma prova disso. Descobriu- se que o número de mulheres superava o número de homens nesse grupo combatente.

*O termo ‘naxalita’ vem de Naxalbari, nome de uma aldeia situada em Bengala Ocidental, onde, em 1967, ocorreu um grande levantamento de massas dirigido pelo Partido Comunista da Índia (Marxista-Leninista), cuja liderança à época era Charu Mazumdar, destacado dirigente maoísta. ‘Naxalita’ passou a ser, portanto, o termo utilizado pelas massas populares da Índia para designar os militantes maoístas e, atualmente, os militantes do PCI (Maoísta) e os combatentes do Exército Guerrilheiro Popular de Libertação.


Ações guerrilheiras

Em 10 de novembro, combatentes do EGPL atacaram a empresa de capital indiano e japonês produtora de produtos a base de colágeno Nitta Gelatin India Limited, em Kerala. Os guerrilheiros quebraram a fachada de vidro do edifício, destruíram computadores e um veículo.

Os combatentes do EGPL deixaram panfletos acusando a empresa de contaminação de uma vasta região e da superexploração de seus operários. Os panfletos também foram distribuídos para os funcionários da empresa e para a grande multidão que se reuniu próxima ao local durante a ação.

Também no dia 10 de novembro foram registrados grandes painéis e cartazes colados em diversas cidades indianas em alusão ao décimo quarto aniversário do Exército Guerrilheiro Popular de Libertação.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin