Notícias da Guerra Popular

A- A A+

Índia: ataque guerrilheiro aniquila 13 policiais

No último dia 1º de dezembro, treze agentes da Força Policial Central de Reserva (CRPF, na sigla em inglês) foram aniquilados e outros 12 ficaram feridos durante um ataque do Exército Guerrilheiro Popular de Libertação (EGPL), dirigido pelo Partido Comunista da Índia (Maoísta), no distrito de Sukma, estado de Chhattisgarh, na região central da Índia.

Os membros das forças de repressão do Estado indiano estavam voltando de uma operação de busca de guerrilheiros quando foram surpreendidos.

“Treze integrantes das forças de segurança morreram em um tiroteio com os maoístas em um bosque da região de Sukma, em Chhattisgarh. A operação continua e posso confirmar a morte de 13 de nossos homens. Outros 12 integrantes da CRPF ficaram feridos”, afirmou o diretor adjunto da polícia, R.K. Vij.

Esta região do país tem forte atividade e influência dos combatentes do EGPL e os confrontos entre eles e as forças de repressão são constantes. Esse contundente ataque maoísta novamente colocou a Guerra Popular da Índia nos noticiários internacionais. Hoje em dia, 1/3 do país está sob controle do PCI (Maoísta), o chamado “Corredor Vermelho”.

Nova emboscada contra a CRPF

Em 14 de dezembro, o blog espanhol ‘Odio de Clase’ noticiou uma nova ação do EGPL contra a Força Policial Central de Reserva, desta vez na aldeia de Sarkeguda, também no estado de Chhattisgarh. Na ocasião, uma bomba foi detonada aniquilando o agente R. Govardhan Reddy, do Batalhão 222 da CRPF. A ação foi realizada quando policiais estavam realizando exercícios na região.

10 presos políticos fogem

Presos políticos do PCI (Maoísta) aproveitaram o fato de que grande parte das forças policiais e paramilitares havia sido deslocada para cobrir as eleições e realizaram exitosa fuga da prisão de Chaibasa no último dia 9 de dezembro. Para empreender a fuga, os prisioneiros renderam os guardas penitenciários e tomaram o veículo que os transportaria a um tribunal.

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

Solidariedade internacional à Guerra Popular

http://www.anovademocracia.com.br/143/20a.jpg
Comunistas italianos celebraram o aniversário do PCI (Maoísta) em 2014

Comunicado do Comitê Internacional de Apoio à Guerra Popular na Índia (CIAGPI) traduzido para o espanhol pela página ‘Gran Marcha Hacia el Comunismo’ e divulgado durante o mês de dezembro por blogs internacionalistas.

“Ponhamos em prática as importantes decisões do Encontro Internacional do CIAGPI de 27 e 28 de setembro na Itália! Novos passos importantes!

O CIAGPI adotou três tarefas:

1 A publicação de todas as intervenções e mensagens ao Encontro o mais rápido possível: realizado.

2 Um novo Dia Internacional de Apoio à Guerra Popular nos próximos meses.

Ficou decidido três dias internacionais de ação (29, 30 e 31 de fevereiro de 2015) contra a operação Caçada Verde, contra o regime fascista de Modi, em defesa da vida e condições em que se encontram os presos políticos e em apoio à Guerra Popular na Índia.

29 de janeiro: contra as companhias indianas e os negócios econômicos da burguesia/imperialismo.

30 de janeiro: ato nas embaixadas e consulados da Índia.

31 de janeiro: reuniões em apoio à Guerra Popular.

3 Intensificar a preparação da Delegação Internacional à Índia.

Conversações em 13 de dezembro na Itália impulsarão a sua preparação.

Outras decisões:

- Ligar a campanha em apoio dos presos políticos na Índia a todas as campanhas em curso em favor dos presos políticos no mundo.

- Novas declarações e ações no mundo (Brasil, Itália, Palestina) contemplaram a participação do CIAGPI. As conversações de 13 de dezembro na Itália estabelecerão um calendário.

- Desenvolver iniciativas específicas nas fábricas de empresas multinacionais da Índia, principalmente na Europa, para criar um laço internacionalista entre os trabalhadores dos países imperialistas e os trabalhadores indianos.

- 29 de janeiro: um dos três dias internacionais de ações no mundo.

Aceitar a proposta de apoiar um chamamento às mulheres para uma ponte entre o movimento de mulheres e a luta feminina na Guerra Popular.

Um passo importante se levará a cabo no ano que vem!

Comitê Internacional de Apoio à Guerra Popular na Índia”


Filipinas: ataque contra empreiteira

http://www.anovademocracia.com.br/143/20b.jpg

No dia 14 de dezembro, combatentes do Novo Exército do Povo (NEP), dirigido pelo Partido Comunista das Filipinas, realizaram um ataque contra uma empresa do ramo da construção, a International Builders Corp, em Negros Occidental, incendiado equipamentos pesados que seriam utilizados em obras de uma estrada em Sipalay City.

Uma brigada do exército reacionário filipino empreendeu operações de perseguição aos guerrilheiros do NEP sem detectar o seu paradeiro. Há dois meses, guerrilheiros também incendiaram equipamento pesado de outra empresa, a HLJ Construção. Cerca de 30 combatentes do NEP participaram dessa ação.

 

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja