Igor Mendes resiste no presídio de Bangu!

A- A A+
 
http://www.anovademocracia.com.br/144/10b.jpg
RJ: "Liberdade para Igor Mendes e todos os presos políticos!"

O ativista Igor Mendes, militante do MEPR e da FIP-RJ, encontra-se encarcerado desde o último dia 03 de dezembro em condições de tortura psicológica. Acusado de quebrar a medida cautelar que determinava a não participação em atos públicos, Igor teve o mandado de prisão expedido por ter participado de um evento cultural realizado na Cinelândia no dia 15 de Outubro de 2014. Além dele, Elisa Quadros, conhecida como Sininho, e Karlayne Moraes, conhecida como Moa, tiveram mandados de prisão expedidos. Elas, porém, não foram pegas pelas garras do velho Estado e encontram-se resistindo na clandestinidade.

Igor Mendes foi encaminhado para a Cadeia Pública José Frederico Marques. Esta unidade tem a função de ser uma triagem para os detentos que ingressam no degradante sistema carcerário e, teoricamente, ficam poucos dias no local, sendo rapidamente transferidos para uma das penitenciárias do próprio Complexo de Bangu, na Zona Oeste da capital fluminense, ou para alguma outra do estado do Rio de Janeiro. Sendo assim, elas não possuem as mesmas estruturas que os demais presídios, que, sabemos, são verdadeiras masmorras. Não possuem cantina, pátio para prática de esportes, banho de sol e biblioteca, por exemplo. Igor Mendes, inexplicavelmente, está na triagem há mais de um mês.

Neste período encontra-se em condição de isolamento, sem contato com ninguém além dos agentes penitenciários, sem acesso a papel e caneta, livros e está numa cela que deve ter 2x3 metros. A manutenção desta condição demonstra uma clara tentativa do governo de quebrá-lo moral e ideologicamente, tentando atacá-lo de forma psicológica, mais refinada do que as tradicionais torturas físicas aparentemente mais brutais e que a primeira vista poderiam causam maior comoção da opinião pública.

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

Além disso, Igor, por estar na triagem, não pode receber visitas regulares de familiares e amigos. Também está sem acesso à chamada custódia, que seria a entrega de pertences como roupas e produtos de higiene pessoal pela família.

Vale ressaltar que, segundo alguns relatórios de organizações internacionais de direitos humanos, uma pessoa presa nestas condições pode desenvolver distúrbios psicológicos irreversíveis a partir do 15ª dia.

Apesar de Igor estar demonstrando firmeza e uma enorme fibra ideológica, segundo relatos dos advogados que o visitam, e tendo total consciência de que é um preso político e as condições de isolamento que o Estado está impondo é uma clara tentativa de enfraquecê-lo psicologicamente, temos que denunciar as torturas psicológicas que estão sendo perpetradas ao ativista. Não podemos deixar que este tipo de prática se naturalize em nosso país. E, para isso, mais do que exigir a libertação de Igor Mendes e todos os presos políticos, é necessário que denunciemos o caráter desse Estado que, a cada dia que passa, persegue quem se organiza para lutar pelos direitos do povo no campo e na cidade. Defender o direito de livre manifestação e repudiar a imposição de um estado de exceção cada vez mais menos latente no Brasil é tarefa de todas as organizações democráticas, movimentos populares, intelectuais honestos, enfim, de todos aqueles que entendem que lutar não é crime.

*Emerson Fonseca é estudante de História da UERJ e um dos ativistas presos em 12 de Julho de 2014, véspera da final da Copa.

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

A imprensa democrática e popular depende do seu apoio

Leia, divulgue e conheça. Deixe seu nome e e-mail para se manter informado
Please wait

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

PUBLICIDADE

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Tel.: (11) 3104-8537
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!
#
#
#

ONDE ENCONTRAR

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja