Luta pela liberdade dos presos políticos: Energias redobradas para 2015

A- A A+
http://www.anovademocracia.com.br/144/10a.jpg
Faixa do MEPR exposta durante manifestação de 9/1/15 no Rio

A luta pela libertação de Igor Mendes, Rafael Braga, Caio Silva e Fábio Raposo, bem como pelo fim de todos os processos e perseguições políticas, entrou em 2015 com força redobrada. Por toda a cidade do Rio de Janeiro, pichações e cartazes, principalmente na região central, exigem a liberdade dos jovens e conclamam a população a participar da luta.

Também nas manifestações contra o aumento das passagens, como as que ocorreram nos dias 5 e 9 de janeiro, a palavra de ordem contra as prisões políticas foi levantada por diversas organizações, como a Frente Independente Popular (FIP-RJ), o Movimento Estudantil Popular Revolucionário (MEPR), o Grupo de Educação Popular (GEP), entre outras.

O ativista Igor Mendes permanece encarcerado no Complexo Penitenciário de Bangu desde o dia 3 de dezembro do ano passado. Em 2 de janeiro, um dia antes de sua prisão completar um mês, o advogado Marino D’Icarahy fez um relato sobre a visita ao jovem:

“Hoje estive com o Igor em Bangu 10. Ele está firme e consciente do papel que desempenha nessa farsa burguesa. Está preparado para dar a sua cota de sacrifício pela luta, inclusive compreendendo as estratégias de defesa e as dificuldades relativas ao recesso e ao conluio de Estado na perseguição política que vitima o companheiro.

Vã a minha pretensão de ir animá-lo... Eu é que saí de lá com a moral e a disposição para a luta redobradas e renovadas. Sou fã desse companheiro e de sua firmeza revolucionária!”

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

Em 6 de janeiro foi realizada uma Plenária Unificada que lotou uma sala do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais (IFCS) da UFRJ, no Largo de São Francisco, Centro do Rio. Um dia depois, a luta dos ativistas obteve mais uma conquista. A promotora Alexandra Carvalho Feres, da Vara da Infância e da Juventude, alegou que não existem provas suficientes para manter as acusações contra a estudante secundarista Andressa Feitosa. A jovem nos relatou que, embora ainda tenha que se esperar decisão do juiz, essa foi uma importante vitória, pois o próprio Ministério Público, que apresentou a denúncia, agora aponta que as provas são precárias e, portanto, a acusação é improcedente.

No dia 8, a Comissão de Pais e Familiares dos Presos e Perseguidos Políticos lançou a campanha #EuApoioOs23 para arrecadação de fundos e apoio. Destacamos alguns trechos da nota:

“Mesmo com os 23 [ativistas] sendo assistidos por advogados voluntários, todo o processo gera uma série de custos materiais. A própria cópia e digitalização de todo o processo, que já conta com mais de 7 mil páginas; as cópias dos DVDs com escutas telefônicas, que já somam 11 mídias; os próprios custos de deslocamento dos advogados ativistas; uma das audiências será realizada em Florianópolis tendo uma outra audiência no dia seguinte no Rio de Janeiro. Tudo isso tem demandado muitos custos materiais imediatos e as famílias não têm meios de arcar com esses custos. Além disso, existem todos os custos inerentes a própria Comissão de Pais e Familiares dos Presos e Perseguidos. Onde a Comissão é chamada para debater sobre as perseguições, nós iremos. Fazemos material de divulgação de todos os casos de abuso nos processos, faixas, ajudamos as famílias que se encontram com maiores necessidades quando é possível.

Para arcar com tantos custos nós contamos com vendas de brechó, mel e doações. Contamos com a ajuda de todo aquele que acredita no direito do povo lutar por seus direitos... Somente os custos processuais de cópias e digitalizações já somam mais de R$ 13.000,00, e esse valor não para de crescer. Até o final do processo esse valor estará muito maior, toda ajuda será bem-vinda.”

No dia do fechamento desta edição de AND, que coincidia com a data da segunda audiência com os processados, 12/1, uma manifestação ocorria em frente ao Tribunal de Justiça e outra estava marcada para o dia 15 de janeiro, dia da terceira, acrescentando a palavra de ordem contra o aumento das passagens.

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Tel.: (11) 3104-8537

Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

EXPEDIENTE

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda 
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond 
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja

A imprensa democrática e popular depende do seu apoio

Leia, divulgue e conheça. Deixe seu nome e e-mail para se manter informado
Please wait