RO: campanha infame contra camponeses

A- A A+
Pin It
Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

Na tarde do dia 7 de julho, o portal  Rondônia Vip  publicou uma matéria com o título  “Terror no Vale do Jamari: invasores promovem destruição e morte na fazenda Padre Cícero”. O dito portal não teve sequer o trabalho de entrevistar ativistas dos movimentos de luta pela terra nem de apurar os acontecimentos junto a órgãos como o Incra, o que só contribui para encobrir crimes graves cometidos por latifundiários, pistoleiros e policiais contra os camponeses.

Em outubro de 2013, os camponeses criaram o acampamento Monte Verde nest a fazenda, cortaram as terras por conta própria e distribuíram os lotes.

O latifundiário Nadir Jordão dos Reis se diz proprietário da área de pelo menos 1.200 alqueires localizada na Gleba Rio Alto. Esta terra mais a Gleba São Sebastião somam aproximadamente duzentos mil hectares que se estendem por sete municípios. Na década de 1990, as duas glebas foram demarcadaspelo Incra em 4 mil lotes de 50 hectares que eram destinados à “reforma agrária”, mas foram griladas por fazendeiros e latifundiários  com a conivência de funcionários corruptos do Incra.

Camponeses relataram ataques de pistoleiros a mando do latifundiário Nadir Jordão e afirmaram que há policiais entre eles. Denunciaram ainda agressões e disparos contra o acampamento. O advogado dos acampados, Dr. Ermógenes Jacinto de Souza, também denunciou que foi ameaçado de morte. O acampamento já foi alvo de diversas ações policiais de despejo. Barracos foram destruídos, homens, mulheres e crianças foram presos.

Em julho de 2014, o Incra confirmou que as terras do acampamento Monte Verde são da União e que tem interesse na área para fins de “reforma agrária”. Várias reuniões de negociação foram feitas. Os camponeses propuseram ficar com 875 alqueires e passar 363 alqueires para Nadir Jordão, mas este só abre mão de 280 alqueires e quer que, o Incra regularize o restante da fazenda em seu nome. Não houve acordo. Se esta regularização for feita afirma a LCP acabará por incentivar a violência contra os camponeses, já tão grande na região, uma vez que o latifundiário é acusado de inúmeros crimes.

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja