Remoção da Vila Autódromo - RJ: casa de líder comunitário é demolida pela prefeitura

No último dia 4 de agosto, mais uma moradia foi demolida pela prefeitura na Vila Autódromo, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Dessa vez, o alvo foi a casa do presidente da Associação de Moradores, Altair Guimarães. O líder comunitário contabiliza, com essa, três remoções ao longo de sua vida. Aos 14 anos, Altair foi removido da Ilha dos Caiçaras, ao lado da Lagoa Rodrigo de Freitas, hoje um dos bairros mais caros do país. De lá, ele foi para a Cidade de Deus, em Jacarepaguá, também na Zona Oeste, de onde foi removido novamente em 1990. Seu próximo destino seria uma pequena vila de pescadores ao lado do autódromo de Jacarepaguá: a Vila Autódromo.

As demolições de moradias no local fazem parte do cronograma de obras do Parque Olímpico e já devastaram a maior parte da Vila Autódromo. O argumento de que a favela era um obstáculo à construção do Parque foi contestado por Altair várias vezes, com diferentes laudos técnicos e até um detalhado plano de reurbanização da Vila alternativo à remoção, entregue em mãos ao prefeito Eduardo Paes ainda em 2012.

Mas parece que o incômodo do Estado com a presença da favela nessa região que cada vez mais se transforma em uma área nobre da cidade não começou com a construção do Parque Olímpico. Desde 1992 que os diferentes gerenciamentos municipais tentam remover a Vila Autódromo com diferentes argumentos, que vão desde problemas ambientais, passando pela Copa e, agora, a construção do Parque Olímpico. Hoje, poucas casas ficaram de pé para sustentar a história de resistência dos moradores da Vila Autódromo.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza