RJ: grande evento lança livro ‘Cadê o Amarildo’

A- A A+
Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

No dia 24 de setembro, aconteceu no Circo Voador, na Lapa, região central do Rio, o evento B.O.C.A. — Brigada Organizada de Cultura Ativista — que reuniu coletivos e grupos da imprensa democrática e popular. Foram cinco horas de evento com oficinas de streaming (transmissão ao vivo pelo celular), projeção, administração de redes sociais, shows de rap, exibição de filme, exposição de fotografias e debates, entre outras atrações.

Na ocasião, foi lançado o livro Cadê o Amarildo: os novos donos da favela, escrito pelo jornalista de A Nova Democracia, Patrick Granja. A obra é o 4º volume da Coleção Criminologia de Cordel, mais uma publicação da Editora Revan e do Instituto Carioca de Criminologia. O livro reúne textos que denunciam a violência policial nas favelas do Rio de Janeiro publicados no AND entre 2010 e 2015.

Durante o evento, ocorreu a exposição É nós por nós , com fotografias do colaborador do AND, Ellan Lustosa que revelam os bastidores da cobertura da violência policial nas favelas do Rio de Janeiro nos últimos dois anos. O material foi selecionado e tratado pelo próprio fotógrafo, autor de outros importantes trabalhos fotográficos em parceria com o jornal A Nova Democracia, como a recente exposição Retratos da Revolução Agrária.

A B.O.C.A. também reuniu oficinas de comunicação popular, como a oficina de streaming realizada pela Mídia Independente Coletiva (MIC), importante parceira de AND que vem se destacando na cobertura das manifestações e atividades do movimento popular e produzindo filmes e documentários retratando a luta do povo no Rio e em outras regiões do Brasil.

O Coletivo Projetação, outro importante parceiro do jornal que se destacou a partir das jornadas de protestos de junho de 2013 e segue estampando artes de protesto e luta nos prédios e outras estruturas da cidade, ministrou uma oficina de projeção.

Às 20h, foi exibido o filme Cada luto, uma luta, dirigido pelo cineasta Victor Ribeiro, do Grupo Rio 40 Caos, e pela ativista de Manguinhos, Ana Paula Oliveira, que também compõem o quadro de personagens do curta-metragem. O filme mostra como, a partir do assassinato de seu filho pela “Polícia Pacificadora”, Ana Paula se juntou a outras mães que perderam seus filhos e converteu-se em uma incansável ativista contra a violência policial nas favelas da cidade.

A exibição do filme foi seguida de um rico debate com o tema Comunicação Popular e Resistência, que reuniu representantes do Coletivo Papo Reto — grupo de comunicação popular do Complexo do Alemão —, A Nova Democracia e Núcleo Piratininga de Comunicação.

No fim, o melhor do Rap de combate, tomou conta da B.O.C.A. com os grupos das favelas e bairros pobres da cidade, entre eles Us Neguim Q Naum C Kala, Negra Rê, Matilha Rap, DJ Dog, Repper Fiell e Sahell.

Assim foi encerrado esse evento que representou mais um importante passo para divulgação do conteúdo e dos métodos utilizados e aprimorados a cada dia pela imprensa democrática e popular e pelos coletivos empenhados em produzir comunicação para as massas e a serviço de suas lutas.

 

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja