Notícias da Guerra Popular

A- A A+

Índia: nova base de apoio em Bokara

Com informações do periódico El Puebro (Chile)

Uma reportagem do Times of India afirma que a região de Luggu Hill, em Bokaro, no estado de Jharkhand, se converteu em um bastião da guerrilha naxalita (como são conhecidos os maoístas na Índia).

http://www.anovademocracia.com.br/161/20a.jpg

Segundo um informe policial, os densos bosques da zona permitem que os combatentes do Exército Guerrilheiro Popular de Libertação (EGPL), dirigido pelo Partido Comunista da Índia (Maoísta), estabeleçam acampamentos e arsenais como um que foi descoberto e apreendido pela polícia no último mês de março.

De acordo com as fontes da reportagem, os rebeldes armados em Jhumra Hill estabeleceram a base para “aproveitar o terreno acidentado e as selvas densas — um esconderijo perfeito para eles”. “Luggu e Jhumra Hill se encontram próximas, conectadas por uma coberta de denso bosque que se estende até as colinas. Quando a polícia intensificou suas operações contra os rebeldes naxalitas, que estariam sendo dirigidos pelo conhecido comandante do Exército Guerrilheiro Popular de Libertação, Santosh Mahto, lhes seria fácil passar de Jhumra a Luggu e vice-versa. Agora estamos concentrados nas operações de intensificação em Luggy Hill para capturá-los”, declarou a fonte policial ao Times Of India.


Aldeões atacam forças policiais

Com informações de revolucionnaxalita.blogspot.com

Um membro da Polícia Auxiliar Especial identificado como Manoj Kumar foi golpeado fatalmente e outros seis policiais ficaram feridos quando aldeões atacaram uma patrulha da polícia que havia acabado de prender um comunista na região de Kushmahat, distrito de Begusarai, estado de Bihar.

Segundo o comissário local, a polícia havia sido enviada ao povoado devido a suspeita da presença de Bauna Sada, membro do PCI (Maoísta), no local. Este foi encontrado e preso.

No entanto, os moradores imediatamente rechaçaram a prisão de Bauna e, em resposta, os policiais abriram fogo contra a população. Enfurecidos, os aldeões partiram para cima dos agentes, aniquilando um deles e ferindo gravemente os outros seis. Devido a estes acontecimentos, a polícia local desencadeou uma ação de vingança contra o povo e uma dezenas de pessoas foram presas.


Fiasco da contra-guerrilha

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia
Em 10 de novembro, guerrilheiros maoístas atacaram uma unidade do exército ferindo vários soldados reacionários em Sitio Lamsalo, província de Sarangani. Uma operação especial foi montada para a perseguição aos guerrilheiros e um helicóptero foi utilizado. No entanto, o helicóptero da Força Aérea Filipina caiu no Sitio Lamsalo ferindo outros oito soldados.

Êxito em ação do EGPL

Com informações de secoursrouge.org

Um soldado da Força Central de Reserva de Polícia foi aniquilado e outro ficou gravemente ferido em um combate com guerrilheiros do EGPL em Sukma na primeira semana de novembro. O confronto ocorreu em uma área de selva densa durante uma operação contra povos tribais realizada por forças do velho Estado e paramilitares.


Filipinas: caudilho reacionário é justiçado

Com informações de Periódico El Pueblo (Chile)

O Novo Exército do Povo (NEP), dirigido pelo Partido Comunista das Filipinas, capturou, julgou e justiçou um caudilho reacionário da localidade de Loreto. Um tribunal popular o condenou junto com seu filho por crimes contra o povo, como a colaboração com o exército reacionário no assassinato de três camponeses, de remoções de comunidades e torturas a menores de idade.


Maoístas atacam base contrainsurtente

Em 2 de novembro, guerrilheiros do NEP atacaram e mantiveram sob fogo durante cerca de 20 minutos uma base do 72º Batalhão de Infantaria do exército reacionário, que realizava operações contrainsurgentes contra maoístas e camponeses no distrito de Paquibato. Após o ataque, os guerrilheiros retiraram-se para a selva.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja