Fogo nos sertões (II) – Água

No último texto desta breve série de reflexões sobre a vida sertaneja (publicado na edição 161 de AND) a definição do fogo está imprecisa. Como alertou um companheiro professor de Física seria mais correto afirmar serem as chamas “o espetáculo do surgimento de novas moléculas de água (H2O) e gás carbônico (CO2) provenientes da combinação de átomos de hidrogênio (H) e carbono (C) liberados durante a combustão com o oxigênio (O) presente na atmosfera”.

O desejo de ressaltar a relação dialética entre o fogo e a água acabou levando-me a eludir acerca do surgimento do gás carbônico resultante da mesma combustão geradora de novas moléculas d’água. Gás carbônico essencial ao “ciclo do carbono” e que está na base da fotossíntese (processo natural imprescindível à vida humana), o que é propositalmente “esquecido” pelos pseudocientistas a soldo do imperialismo em suas campanhas de “Terrorismo Ambiental” tornadasainda mais “fanáticas” nos últimos dias devido à realização da “Conferência do Clima” em Paris.

Quisera eu possuir conhecimentos sólidos sobre as leis que regem a Natureza para comprovar por A + B como é absurda a hipótese sobre o perigo do fim da água potável no Planeta (!!!). Antoine Laurent de Lavoisier (1743-1794), considerado por muitos como o pai da Química moderna, se vivo fosse (e não estando corrompido pelos monopólios que controlam praticamente todos os principais centros de pesquisa e difusão de conhecimentos) ficaria estarrecido ao ouvir tamanhos disparates difundidos como verdades absolutas e inquestionáveis pelos porta-vozes do Capital. Afinal, para esta gente, qual o significado do célebre princípio por ele enunciado de que na Natureza nada se crianada se perdetudo se transforma”?  

Mais do que simplesmente parte da Natureza a água é um Elemento Natural; é parte essencial da Matéria (que existe desde sempre e para sempre independente da vontade do Homem) e da qual o Ser Humano não é senão a sua expressão mais desenvolvida.Objetivamente, por todos os conhecimentos que o Homem adquiriu até o momento sobre a Natureza e as suas leis, pode-se afirmar que, enquanto existirem os elementos químicos oxigênio (O) e hidrogênio (H), a existência da água (em seus diferentes estados físicos) está assegurada. E, tendo em vista que estes elementos químicos são dos mais abundantes, não apenas no Planeta mas em todo o Universo, este não é um problema real, pelo menos, para os próximos bilhões de anos.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro