Jogo pesado no poder mundial

A- A A+

  1. Há enorme descompasso entre o modo de operar das grandes potências, especialmente as hegemônicas, e a percepção dele pelos cidadãos dessas potências e pelos povos à mercê delas.
  2. Os centros de formação de opinião cuidam de manter inquestionada a suposta boa-fé dos dirigentes das ditas potências, servidores da oligarquia financeira. A “informação” da grande mídia seleciona, ao gosto dos oligarcas, as notícias e distorce as que não consegue ocultar.
  3. Além disso, o sistema de poder age, há mais de um século, sobre os públicos-alvos para que absorva acriticamente a pseudo-informação, abusando da psicologia aplicada e de recursos tecnológicos aplicados sobre os órgãos sensores.
  4. Isso inclui inculcar o hábito dos jogos e mensagens eletrônicos em crianças acima de dois anos (e até menos), formando seres humanos (?) capazes de reações ultrarrápidas, mas pouco afeitos ao raciocínio lógico e analítico. Exclui o contato direto entre as pessoas, que só se comunicam através dos meios eletrônicos.
  5. Já nos anos de 1960, constatava-se a despolitização da sociedade, alienada e inundada de marketing e merchandising, e a concentração financeira e econômica continua conduzindo ao absurdo, sem que as instituições ditas democráticas ofereçam chances às grandes maiorias marginalizadas de mudar essa situação.
  6. Joseph Stiglitz escreveu, em 2011, que os EUA se tornavam um país “dos 1%, pelos  1% e para os 1%”. Esses já recebiam quase 25% da renda e controlavam 40% da riqueza. No âmbito mundial, informa relatório do banco Crédit Suisse, os 1% dos mais ricos controla 50% da riqueza.
  7. As transformações estruturais têm sido desfavoráveis ao emprego e ao equilíbrio na distribuição da renda. Dos anos 50 ao presente, os lucros da indústria manufatureira caíram de 60% do total para 20%, e os do setor financeiro subiram de 10% para 30%. 

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja