Contra as perseguições, ameaças e assassinatos de camponeses e seus dirigentes

A- A A+
Pin It

Brado de luta e revolta dos camponeses ecoa nas cidades

http://www.anovademocracia.com.br/169/11.jpg
Clique para ampliar

O membro da coordenação da Liga dos Camponeses Pobres (LCP) de Rondônia e Amazônia Ocidental, José Gonçalves, irmão do dirigente camponês Renato Nathan — covardemente assassinado pela ação combinada de forças policiais do velho Estado genocida e pistoleiros do latifúndio no distrito de Jacinópolis, no município de Buritis (RO), em 9 de abril de 2012 —, compareceu, a convite de organizações estudantis e de trabalhadores, em escolas, universidades e sindicatos de Minas Gerais participando de debates e repercutindo a denúncia cujo conteúdo está na Carta Aberta publicada em várias páginas na internet e blogs do Brasil e de outros países e também na edição 167 de AND.

As denúncias das perseguições, ameaças e assassinatos de camponeses e suas lideranças por parte do velho Estado burguês-latifundiário, suas forças policiais e bandos de pistoleiros a serviço do latifúndio, tanto no estado de Rondônia como em outras partes do país, percorreram, no mês de abril, escolas e universidades de Belo Horizonte, onde José Gonçalves debateu com centenas de estudantes o problema agrário-camponês, e ressaltou, em cada debate, que apesar da escalada fascista contra os camponeses e suas lideranças, o movimento camponês nunca deixou de lutar e levantar alta a bandeira da Revolução Agrária e a palavra de ordem de ‘Contra a crise: tomar todas as terras do latifúndio!’.

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

Na Escola Popular Orocílio Martins Gonçalves, ativistas e operários da construção participaram de um debate. No Instituto de Geociências (IGC) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), estudantes lotaram um auditório a convite do Movimento Estudantil Popular Revolucionário (MEPR). Também ocorreram debates na Faculdade de Educação da UFMG e na Escola Estadual Professora Benvinda de Carvalho, onde os professores liberaram suas turmas e acompanharam os alunos no debate.

Na cidade do Rio de Janeiro, um membro da Comissão Nacional das Ligas de Camponeses Pobres (LCP) participou de um debate sobre “as violências do Direito e a perspectiva do seu fim” que, em 11 de abril, reuniu especialistas no tema e vítimas de violência do velho Estado. A atividade foi realizada na Fundação Escola Superior da Defensoria Pública do Estado. Com mediação do juiz do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ), João Batista Damasceno, e do delegado da Polícia Civil do Rio de Janeiro, Orlando Zaccone, que integram o Núcleo de Estudos das Violências do Direito (NUVID), e diante de uma plateia numerosa, palestraram os professores Adriano Pilatti, da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio); Carlos Henrique Aguiar Serra, professor de Ciência Política na Universidade Federal Fluminense (UFF), coordenador da Pós-Graduação em Ciência Política (PPGCP-UFF) e membro do NUVID; Marildo Menegat, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); e a advogada Daniella Vitagliano.

Na ocasião, o membro da Comissão Nacional das LCPs fez contundente denúncia das perseguições, ameaças e assassinatos de camponeses e suas lideranças. Em sua intervenção destacou a existência de “uma ação continuada do Estado para impedir o acesso à terra” e de leis ambientais “cujo caráter principal não é a defesa do meio ambiente, mas o de impedir o acesso do povo brasileiro à terra”. (fonte: racismoambiental.net.br).

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja