Forró no junino nordestino

A- A A+

Influenciado por Luiz Gonzaga e outros nomes importantes da cultura nordestina, o alagoano Geraldo Cardoso anima há anos os famosos festejos juninos de sua região. Forrozeiro de raiz com 27 anos de carreira, Geraldo lança seu mais novo trabalho, Coração Junino, durante o evento, e segue fazendo forró o ano inteiro, representando seu estado por várias partes do país.

http://www.anovademocracia.com.br/171/16.jpg

— Sou natural de Quebrangulo, a cidade onde nasceu o escritor Graciliano Ramos, próximo a capital Maceió. Tenho 16 trabalhos gravados, entre vinil, CD e DVD, tendo sempre como base a tradição do meu lugar, o forró, o xote, arrasta-pé, baião — diz Geraldo.

— Nesse momento estou totalmente envolvido com o nosso São João, que são festas bastante populares daqui, onde as pessoas se encontram para dançar forró. É uma festa muito grande que continua acontecendo apesar da comentada crise, por ser uma forte tradição de muitos anos — conta.

— O forró dá o tom na festa, é o grande negócio da festa, que, além da diversão, dá oportunidade de emprego para muita gente, pessoas de vários ramos, artistas, e não só para os forrozeiros. Com um fluxo grande do turismo, têm as pousadas, a comida, enfim, tem emprego para todo mundo.

Geraldo explica que não há grandes diferenças dos festejos juninos de um estado para o outro.

— Todos bebem da mesma fonte que é a tradição nordestina da comida, das danças e tudo, mas há uma diferença de estado, porque uns investem mais e outros mesmo. E também alguns detalhes ligados a tradição musical de cada estado — fala.

— Por exemplo, aqui em Alagoas nós temos uns outros ritmos além do forró que diferenciam um pouco. É o xaxado, o coco alagoano. Pernambuco tem o forró e já mistura com o frevo, com o maracatu etc., e entra tudo isso nesse caldeirão musical.

Geraldo é um defensor da cultura do São João, a tradição popular ameaçada por coisas externas, novidades que tentam invadir os festejos.

— Tem espaço para todo mundo, e mais para os que trabalham com a tradição. Porque existe hoje uma reclamação muito grande, feita por nós daqui, que têm muitas coisas acontecendo que não são a verdadeira festa junina, descaracterizando assim um pouco o São João — expõe.

— A reclamação é geral, do Nordeste todo. Acredito que precisa haver um certo cuidado para não se perder essa tradição musical. Por exemplo, vêm coisas do Ceará que a tradição não concorda: essas bandas eletrônicas dentro do São João, fazendo apologia à prostituição, às coisas negativas etc. Isso realmente vem de fora — relata.

— Já têm também alguns empresários trazendo uma ideia no sentido de se comprar camisa para participar, e já tem alguns São João assim, mas ainda persiste a festa popular, aberta ao público gratuitamente. Enfim, apesar de tudo isso, o São João resiste e ainda continua sendo uma festa popular — afirma.

Geraldo diz que os festejos acontecem gratuitamente nas ruas, com os arraiais e também em palcos armados nos polos onde estão maiores concentrações de pessoas.

— Fecham as ruas e fazem os seus arraiais nas praças, ou vão para os locais onde está um palco. E tudo isso tem sempre muita gente. Uma cidade como Maceió, por exemplo, o polo principal fica na praia, e têm mais três ou quatro palcos armados em outros polos, onde os artista se revezam cantando para esse povo — diz.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja