RJ: Bope invade baile funk em Manguinhos e atira para matar

A- A A+

Na madrugada de 18 de junho, policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope), a mais letal tropa da PM do Rio de Janeiro, invadiram uma festa na favela de Manguinhos a bordo do “caveirão” disparando contra a multidão. Nossa reportagem foi contatada horas após o ataque do Bope pela pedagoga e ativista de Manguinhos, Ana Paula Oliveira, que teve seu filho assassinado pela PM em 2014. Segundo relatos, no pânico provocado pela ação policial, o jovem Aliston Ancelmo Ferreira, 17 anos, foi assassinado por um disparo de fuzil nas costas enquanto tentava fugir. Várias outras pessoas se feriram na ação, que foi descrita por testemunhas como um “verdadeiro massacre”.

http://www.anovademocracia.com.br/172/07a.jpg
Repressão “olímpica” contra os pobres no Rio de Janeiro

— Foi do nada. Nós estávamos no baile e o “caveirão” apareceu já atirando no campo. As pessoas correram para um beco e o “caveirão” veio atrás, mas ele não conseguiu entrar no beco porque era muito estreito. Teve uma casa que foi destruída, de tanto que eles forçaram para passar. E não pararam de atirar um minuto. Eu só vi o corpo do “Titinenem” — como Aliston era conhecido — caído no chão. O lugar está todo marcado de bala. Nós ainda tivemos sorte, porque se o “caveirão” entrasse naquele beco, eu não ia estar aqui falando com você. Nós estaríamos todos mortos, porque foi para isso que eles vieram — disse uma testemunha que preferiu não se identificar.

No mesmo fim de semana, o gerente estadual interino do Rio de Janeiro, Francisco Dornelles, decretou “estado de calamidade pública”, autorizando a si mesmo a tomar todo tipo de medida para a garantia da realização dos jogos olímpicos no Rio, daqui pouco mais de um mês.  Com isso, vários prédios públicos fecharam as portas, entre eles, o Instituto Médico Legal (IML). Os familiares de Aliston tiveram que buscar o corpo do jovem no IML de São Gonçalo, município da região metropolitana que fica a 40 quilômetros da capital.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja