Comentários do blog e cartas

A- A A+
Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

Costa Barros

Estado que matou jovens, matou Jozelita

Sou leitora do jornal e gostaria de denunciar a situação das famílias que têm sido destruídas com essa violência das UPPs nas favelas. Se não bastasse a morte de seus parentes, ainda tem que ver os assassinos impunes e livres para continuar fazendo o mesmo com outras famílias.

Na quinta-feira (dia 08/07/16) morreu Jozelita de Souza, mãe de Roberto de Souza, 16 anos, um dos 4 jovens assassinados por PMs na chacina de Costa Barros, onde os policiais dispararam 111 tiros contra o carro onde se encontravam os jovens [como foi noticiado em AND nº 163]. Jozelita tinha 44 anos, os familiares sempre falaram que teve boa saúde e, após a perda de seu filho, passou a viver em depressão e a situação só piorou após saber da notícia da soltura dos PMs por determinação do Superior Tribunal de Justiça. Ela teve uma parada cardiorrespiratória, passou a sofrer de pneumonia e anemia, e faleceu. No meu ver, Jozelita é mais uma vítima desse Estado assassino, que só faz criminalizar e exterminar nossos filhos, simplesmente por serem pobres e negros e destroem famílias inteiras como essas. Fico muito triste pela perda da Jozelita, infelizmente ela não encontrou forças para seguir em frente.

Mas agora muitas outras mães que sofrem com a perda de seus filhos tem cada vez mais se unido e encontrado nessa união a força para lutar pela justiça de seus filhos. Elas têm visto que seus casos não são os únicos, que se não fizerem nada isso continuará acontecendo com os outros e têm denunciado cada vez mais toda esta situação.

Barbara Lins, por email


Solução

Todos os problemas do nosso Brasil demandam a revolução democrática para resolvê-los, não é diferente com a criminalidade, as drogas e a delinquência.

Paulo Henrique, 29 de junho, em “SP: mais um criança assassinada pelo velho Estado”


Crime contra o povo

Mais um crime contra o povo na conta do PT. Partido sujo, assassino e covarde. Depois de Haddad ter tirado os papelões e as cobertas dos moradores de rua, deixando-os morrer na noite mais fria do ano, agora manda GCM (que em termos de fascismo, não deixa nada a perder para a ‘PM de Alckmin’) para assassinar jovens desarmados.

Depois paga na imprensa de ‘progressista’, condenando a ação da GCM que ele mesmo armou e deu poder depolícia. Ele é cúmplice destes crimes.

Mas um dia haverá Justiça e ela cobrará caro aos inimigos do povo.

Carlos, de São Paulo (SP), 29 de junho, em “SP: mais uma criança assassinada pelo velho Estado”


Felicito o AND pelo excelenete trabalho. Sou professor em  Palmas (TO) e pretendo ajudar da forma que conseguir a manter um jornal realmente a serviço das lutas populares. Saudações aos companheiros(as) do jornal!

César Silva, por e-mail


Nos últimos momentos do fechamento desta edição, foram noticiados os acontecimentos em Nice, França, que resultou na morte de dezenas de pessoas durante comemorações do feriado nacional de 14 de julho naquele país. Esses acontecimentos receberão nossa atenção e serão tratados na próxima edição do AND.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Matheus Magioli Cossa

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Matheus Magioli Cossa
Ana Lúcia Nunes
Matheus Magioli
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira