RS: retomar e autodemarcar

A- A A+
 

No dia 27/07, cerca de 120 famílias Kaingang da Terra Indígena (TI) Rio dos Índios, no município de Vicente Dutra (RS), cansados da letargia na demarcação do seu território tradicional por parte do velho Estado burguês-latifundiário reafirmaram em comunicado o caminho das retomadas e da autodemarcação.

http://anovademocracia.com.br/175/09a.jpg
Indígenas bloqueiam rodovia e exigem demarcação de território tradicional

No dia anterior, os Kaingang da região do Alto Uruguai bloquearam por horas a rodovia RS 150, na altura do município mencionado, exigindo a homologação imediata do território Kanhgág Ag Goj, Rio dos Índios em Kaingang.

As famílias sinalizam que pretendem retomar os 715 hectares definidos pela Portaria Declaratória do “Ministério da Justiça”, diferentemente do atual confinamento em 2 hectares de terra, que impossibilita a produção de alimentos para a subsistência, a coleta de material para artesanato e lenha.

Os Kaingang reivindicam aos órgãos do velho Estado a indenização e reassentamento dos 85 camponeses pequenos proprietários, além da remoção do empreendimento Águas do Prado, um resort para turistas que apresenta 380 estruturas construídas em território indígena, sendo resultado de uma doação ilegal de áreas realizada pela gerência municipal na década de 1970.

Além dos marcos, estamos derrubando cercas e colocando nos limites da terra. Vivemos um dia de cada vez e por enquanto os pequenos agricultores estão entendendo. Sabem que lutamos para que sejam indenizados, não queremos fazer a injustiça que fazem com a gente. Queremos a homologação”, frisou o cacique Luiz Salvador, em entrevista ao Cimi.

Tendo em vista a não demarcação dos territórios tradicionais pelo velho Estado, os povos originários vêm respondendo com as autodemarcações. A Articulação dos Povos Indígenas da Região Sul (ARPINSUL), em nota, expressou todo o apoio ao povo Kaingang de Rio dos Índios, frisando que a “autodemarcação é um direito e será necessário, se não for tomada nenhuma providência, em todas as terras no sul do país, com a união e força de Kaingang, Guarani, Xokleng, Xetá e Charrua, cientes que nestas ações podemos sofrer danos, e esses danos, se for tão crítico a ponto de atingir a vida de nossos Povos, estará estampado no rosto e mãos dessas instituições e autoridades”.

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

Edição impressa

A imprensa democrática e popular depende do seu apoio

Leia, divulgue e conheça. Deixe seu nome e e-mail para se manter informado
Please wait

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

PUBLICIDADE

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Tel.: (11) 3104-8537
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!
#
#
#

ONDE ENCONTRAR

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja