Lutas de Libertação Nacional

A- A A+

Afeganistão: agente ianque aniquilado

A resistência nacional segue impondo derrotas às forças de ocupação ianque e seus títeres. Apesar de seu intento de “nativizar” suas guerras imperialistas de agressão atuando, neste caso, por meio do exército “afegão”, a resistência nacional naquele país tem imposto problemas ao imperialismo ianque.

http://www.anovademocracia.com.br/177/23a.jpg
Resistência vem impondo severas derrotas e baixas contra os invasores do USA

Em 23 de agosto, um agente ianque que atuava para “treinar, aconselhar e apoiar” o exército títere no Afeganistão, foi aniquilado após a detonação de um explosivo improvisado na província de Helmand. A região tem sido marcada pelas ações do Talibã contra as forças ianques.

As “autoridades” do imperialismo ianque, reticentes em se curvar à pública derrota e desmoralização internacional quanto à sua invasão ao Afeganistão, pouco falaram sobre o assunto, escondendo mais informações.

Horas antes de mais essa derrota ianque, havia sido noticiado que o USA enviara 100 soldados para reforçar suas posições em Lashkar Gah (capital da província Helmand). Estes se somam aos mais de 8.730 soldados ianques atolados no país e constantemente fustigados pela resistência nacional.

Intensificam as ações e as contradições

Uma série de ações da resistência nacional se registrou, o que faz desenvolver a contradição principal ali, entre o imperialismo agressor e a nação dominada, e agrava todas as demais.

Para se ter um parâmetro, em 21 de agosto foi divulgado um relatório local que afirmou: somente nas últimas 24 horas, mais de 13 soldados do exército títere afegão foram aniquilados pela resistência.

Das várias ações, cabe destacar a que teve lugar em 22 de agosto, quando forças talibãs emboscaram e atacaram com explosivos um comboio militar da OTAN/USA na área Qala-e-Nasro, em Bagram (província de Parwan). Apesar do exitoso ataque, os agentes escaparam. Nesta região também estão se dando importantes ações da resistência nacional que têm imposto complicações aos planos imperialistas no Afeganistão.

Uma luta dura entre Talibã e o governo lacaio do Afeganistão também está se dando pelo controle de Khanabad, província de Konduz, com tomadas e retomadas durante toda a segunda quinzena de agosto. Jornalistas relataram que soldados do exército títere afegão lutaram por dias sem comida contra forças talibãs pelo controle da província.

Nesse mesmo contexto e ocasião, em 24 de agosto, três altos funcionários capitulacionistas resolveram visitar a província de Konduz após a retomada pelo exército e ali foram emboscados por talibãs. Por pouco, escaparam com vida voltando à capital da província.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja