Notas da América Latina

Bolívia: luta, repressão e resposta dos mineiros

Com informações de Análisis y Opinión

Uma combativa greve de mineiros que se desenvolvia na Bolívia desembocou em um extraordinário episódio na cidade de Panduco.

http://www.anovademocracia.com.br/177/21a.jpg
Mineiros bolivianos enfrentam a polícia durante manifestação

Após vários dias de resistência a muita repressão por parte do velho Estado boliviano e do gerente fascista Evo Morales, que não hesitou em utilizar recorrente, natural e indiscriminadamente armas de fogo e em assassinar vários mineiros e seus familiares, a combativa greve, que exige mudanças na política mineira da gerência atual, resultou em confrontos contra a polícia, bloqueio de estradas e manifestações combativas. O vice-ministro do interior acabou morto.

Conforme estabeleceu o órgão da imprensa popular e democrática na Bolívia, Análisis y Opinión, “o conflito entre o governo e seu sócio mais importante, os cooperativistas mineiros [‘mineiros pobres e de origem camponesa, que são normalmente os que mobilizam os enriquecidos sócios capitalistas do cooperativismo mineiro’], tem posto em evidência o caráter de classe do Estado boliviano e do governo de Evo Morales com o tratamento das vítimas deste conflito”.

Vítimas como os quatro mineiros que foram assassinados no desenvolver da greve pelo velho Estado e pela gerência de Evo Morales através de sua polícia sanguinária. Destes, três foram mortos a tiro, um foi declarado com morte cerebral com uma bala alojada em seu crânio, sem citar o número incontável de mineiros pobres feridos, inclusive a tiros. Sobre a morte do vice-ministro também declarou Análisis y Opinión: “O certo é que os mineiros atuaram guiados por seus sentimentos, estavam totalmente ofuscados e indignados por como estavam sendo tratados pelo governo através de seu aparato repressivo, que havia assassinado seus companheiros e familiares, tinha ferido e detido muitos, e sim, atuaram ardentemente, de maneira dura, direta, contundente. [...] A violência do Estado ante o povo é desigual, os aparatos repressivos estão equipados e treinados para isto e a violência que aplicam sobre o povo mobilizado é recorrente, cotidiano e até natural, as mortes que exercem levam

impunidade como se pode ver nos inúmeros casos de ação com morte durante o governo de Evo Morales e dos anteriores”.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin