Notas nacionais

A- A A+

GO: estudantes contra OS’s e a farsa eleitoral

http://www.anovademocracia.com.br/178/08a.jpg
Estudantes colocam fogo em barricada durante protesto

Estudantes secundaristas voltaram às ruas de Goiânia, em 21 de setembro, em novo protesto contra a entrega das escolas à entidades privadas filantrópicas, as chamadas “Organizações Sociais” (OS’s). Durante a manifestação eles incendiaram uma barricada para bloquear uma via e estenderam uma faixa convocando o boicote às eleições com as consignas: Abaixo a farsa eleitoral! Não votar! Viva a Revolução! Uma outra manifestação já havia ocorrido no último dia 17 com a ocupação do Colégio Estadual José Carlos de Almeida. Na ocasião, 51 jovens foram presos.

A juventude goiana vem travando uma decidida luta em defesa da educação pública e promete não parar o combate até cair os planos de privatização da gerência estadual de Marconi Perillo (PSDB). Para mais informações sobre as OS’s, confira o artigo de Maria de Fátima Siliansky de Andreazzi publicado em AND nº 163, Organizações Sociais (OS) na administração pública brasileira.


SP: polícia agride vendedora ambulante

Geraram revolta as imagens de uma ação da Polícia Militar de São Paulo contra uma vendedora ambulante que trabalhava, no dia 18 de setembro, numa manifestação contra o gerente federal Michel Temer (PMDB). Os policiais cercaram e agarraram a vendedora de forma truculenta. A trabalhadora, de forma corajosa, ficou no chão agarrando o seu isopor. Em resposta, os manifestantes lançaram garrafas e outros objetos contra os agentes de repressão e entoaram a palavra de ordem: Não acabou, tem que acabar, eu quero o fim da Polícia Militar!

Na situação crítica em que o país vive, muitas pessoas recorrem ao comércio informal para sobreviver e, não bastassem as dificuldades do serviço, são atacadas pelas forças de repressão de forma covarde e arbitrária, sendo impedidas de trabalhar. Esses vendedores ambulantes (ou camelôs) são guerreiros e guerreiras que, para sustentarem suas famílias, enfrentam uma nova batalha a cada dia. No caso de SP, a população pobre vem sendo atacada por políticas antipovo da gerência estadual de Geraldo Alckmin (PSDB) e municipal de Fernando Haddad (PT).


ES: falta de água gera revolta popular

Falta d’água e racionamento têm sido o resultado da severa seca que atinge o Espírito Santo causando inúmeros prejuízos para a população. Essa difícil situação é agravada pela carência de assistência ao povo durante os períodos de estiagem e falta de políticas públicas voltadas para a conservação dos recursos hídricos na região.

Como aponta o professor do departamento de Engenharia Ambiental da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Antônio Sérgio Ferreira Mendonça, o desmatamento e ao mau uso do solo das bacias hidrográficas contribuem para a degradação dos mananciais, o que, somado aos longos períodos de estiagem trazem consequências graves.

No dia 22/9,  a gerência estadual de Paulo César Hartung Gomes (PMDB) decretou início do racionamento na Grande Vitória, sendo que as áreas atingidas foram divididas em 7 regiões nos municípios de Vitória, Vila Velha, Serra, Viana, Cariacica e o bairro Praia Grande, em Fundão, totalizando 431 bairros. Por este motivo, protestos têm sido realizados, como o que ocorreu em São Gabriel da Palha, no Noroeste do estado, onde moradores bloquearam a saída do município para São Domingos do Norte.


SP: moradores de rua contra Haddad/PT

No dia em que fechávamos a última edição de AND, em 13 de setembro, recebemos a notícia de um protesto de moradores de rua contra o gerente municipal de São Paulo, Fernando Haddad (PT), que também é concorrente na farsa eleitoral deste ano.

O oportunista Haddad participou de um encontro com artistas na Praça Roosevelt quando foi surpreendido por um grupo de moradores de rua, que vivem sob um viaduto da Radial Leste. Com faixas, eles chamaram o petista de higienista, se referindo à campanha reacionária que assassinou moradores de rua durante o inverno, com recolhimento de cobertores etc. Os manifestantes exigiram o fim do pedido de reintegração de posse feito pela prefeitura que deve desabrigar centenas de pessoas que vivem no local.


Rosana Bond palestra na UFMG

Eduardo Magrão

http://www.anovademocracia.com.br/178/08b.jpg

Na noite de 16 de setembro, a escritora e jornalista Rosana Bond se despediu dos mineiros brindando-nos com uma palestra sobre Peabiru: A rota pré-colombiana entre o Atlântico e Pacífico, no auditório 102 do CAD II (Centro de Atividades Didáticas de Ciências Humanas), na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), campus Pampulha, em Belo Horizonte. O evento teve como organizadores o professor Fábio Tozi, do Departamento de Geografia (IGC), o Movimento Estudantil Popular Revolucionário (MEPR). O Comitê do Jornal A Nova Democracia de BH apoiou a realização da atividade.

O entusiasmo com que a plateia se dirigiu até a escritora após a palestra, mostrou o quão competente e capaz a companheira Rosana é, principalmente após ter tido uma clausura, que ainda perdura, pois está se recuperando de um Acidente Vascular Cerebral (AVC). Foi só iniciar a palestra, que a nossa guerreira mostrou toda sua ternura, tranquilidade e clareza nos detalhes que tecia em torno das palavras, formando “A rota pré-colombiana” desbravada por um desconhecido da historiografia “oficial”, prendendo a atenção dos cerca de 90 estudantes, em plena sexta-feira, com vários debates e palestras pelo campus da Universidade.

Ao terminar, Rosana agradeceu os mineiros pela hospitalidade e, se dirigindo a duas professoras que lhe parabenizaram, disse-lhes: Obrigada, gostei dessa turminha aqui, ao que elas logo responderam: Volte logo! Volte sempre!


AP: protesto cancela debate eleitoral

No dia 20 de setembro, estudantes realizaram um protesto durante um debate na Universidade Federal do Amapá (Unifap) entre candidatos à prefeitura da capital Macapá. Eles interromperam o evento com bandeiras, faixas e palavras de ordem contra o voto obrigatório. A manifestação teve início enquanto a reitora Eliane Superti fazia as considerações iniciais.

Seis dos sete concorrentes na farsa eleitoral participariam do debate, pois Gilvam Borges (PMDB) não compareceu. Houve confusão e os candidatos catadores de voto tiveram que sair às pressas do local escoltados por seguranças particulares.


PE: barricada na rua

Em 21 de setembro, moradores ergueram uma barricada em chamas para bloquear a Rua Desembargador José Neves, em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife (PE), durante uma manifestação que exigiu a instalação de uma lombada eletrônica no local. Uma outra manifestação já havia ocorrido no dia 19.

Os protestos ocorreram porque, no dia 13 de agosto, dois pedestres morreram atingidos por um carro após um acidente. Eram eles Isabela Cristina de Lima, 26 anos, e Adriano Francisco da Silva, 19. A população da região, cansada do descaso das “autoridades”, colocou fogo na rua para exigir mais segurança no trânsito e evitar mais mortes.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja