Internacional

Grécia: aposentados em luta

Com informações de Secours Rouge

Milhares de aposentados e pensionistas saíram em protesto contra os cortes na previdência social, na cidade de Atenas (capital da Grécia), em 3 de outubro. Os aposentados, gritando “Não podemos viver com 400 euros!” e “Deixe a plutocracia (sic) pagar a crise!”, chegaram até o palácio do governo, onde o acesso foi bloqueado pelas forças de repressão policial e sua tropa de choque, que logo reprimiu o combativo protesto.

http://www.anovademocracia.com.br/179/25a.jpg
Aposentados enfrentam a repressão

Os aposentados e pensionistas, tocados pela revolta, tomaram a atitude mais combativa e, apesar da média de idade avançada, surpreenderam a todos, mostrando altivez frente à repressão. O confronto se sucedeu. Um veículo policial quase foi tombado pelos manifestantes. A repressão usou gás de pimenta para dispersar a multidão, sem sucesso.

A “reforma da previdência” na Grécia, tal como no Brasil, tem sido a principal imposição do imperialismo para as semicolônias garantir e destinar maiores quantias ao pagamento de sua cota para contrarrestar a crise do imperialismo que é permanente, mas que ora se apresenta de forma mais aguda. No caso da Grécia, é imposto pelos seus “credores”: o FMI (Fundo Monetário Internacional) e a União Europeia (sobretudo Alemanha e também França).

Os aposentados e pensionistas na Grécia, os maiores afetados, têm buscado barrar esse escandaloso ataque aos direitos do povo.


Filipinas: protestos anti-ianques e repressão

Uma onda de protestos de massas exigindo a retirada das tropas ianques do território filipino, particularmente de Mindanao, tem se intensificado na última quinzena. Em 19 de outubro, uma multidão de camponeses e aldeões protestou em frente à embaixada ianque, em Manila. Protestos se repetiram no dia 21.

No dia 19, durante o protesto, uma viatura policial atropelou barbaramente parte da multidão de camponeses, em frente à embaixada ianque. Vídeos mostram a viatura avançando e recuando ao menos três vezes, passando por cima dos camponeses estirados no chão, numa clara tentativa de assassinato. Toda a barbárie apresentada pela polícia genocida de Duterte foi gravada por vários veículos de imprensa e logo se viralizou.


Madagascar: aldeões protestam

Com informações de Secours Rouge

Aldeões de Soamahamanina, uma cidade localizada a 70 km a oeste da capital Antananarivo, vêm realizando intensos protestos exigindo a expulsão de uma mineradora chinesa que ali explora ouro. A empresa está instalada a um ano, no entanto, suas atividades estão suspensas pelos protestos.

http://www.anovademocracia.com.br/179/25b.jpg
Manifestantes não se intimidam diante da repressão

Em 29 de setembro, a repressão intentou aplastar um desses protestos com violência e houve confrontos. Mais de mil aldeões bloqueavam uma rodovia logisticamente importante para a mineradora, quando a repressão policial, com menos de cem policiais, atacou o protesto com gás lacrimogêneo, jatos d’água e tiros. O resultado foram 11 feridos no total: 6 do lado dos aldeões e 5 agentes do lado da reação.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin