Chile: Honra e Glória aos Revolucionários de 1922!

Nota da Redação de AND: Publicamos a seguir um resumo do importante artigo produzido pelo periódico El Pueblo, do Chile, em celebração do 95º aniversário de fundação do Partido Comunista do Chile, em 2 de janeiro de 1922, marco histórico para o proletariado e povo chilenos.

http://anovademocracia.com.br/183/21a.jpg
Luis Emilio Recabarren, dirigente comunista chileno

O mestre Recabarren à cabeça da linha vermelha

Em 30 de agosto de 1918, o Partido Operário Socialista (POS) levou a cabo seu II Congresso em Antofagasta. Foi um congresso com luta de duas linhas, onde a linha vermelha, com Luis Emilio Recabarren à cabeça, deixou claro que o caminho a seguir era o que traçava a Rússia Soviética, que havia, pouco menos de um ano, mediante luta armada, conquistado o poder operário e camponês.

Em 1919 estalou uma crise econômica e política no país. O imperialismo ianque, urgido por conter o avanço na luta de classes no Chile, pôs a Alessandri – representante da fração compradora da grande burguesia – a administrar a crise.

A luta de classes se desenvolvia no interior do POS como luta de duas linhas. A linha vermelha do mestre Recabarren impulsionou o estudo e a discussão das 21 condições estabelecidas pela Internacional Comunista (também chamada Terceira Internacional) para aderir-se a ela.

Em 25 de dezembro de 1920, o III Congresso do POS, efetuado em Valparaíso, estabelece: “A Revolução Russa e o regime dos Sovietes que substituiu o Estado capitalista na Rússia merece todas suas simpatias e, portanto, resolve aderir à Terceira Internacional de Moscou [...] Fica autorizado ao Comitê Executivo Nacional (do POS) de comunicar-se com o Escritório da Terceira Internacional de Moscou e gestar nosso ingresso [...]”.

Junto à autorização ao Comitê Executivo Nacional para gestar o ingresso do POS à Internacional Comunista, o POS elaborou uma Declaração de Princípios onde sublinha que a finalidade do Partido é a abolição do sistema capitalista, que o Partido deve ser cada vez mais revolucionário e que, para isso, deve depurar-se dos elementos vacilantes e oportunistas.

A classe operária do Chile se constitui em Partido Comunista

Nos dias 1º e 2 de janeiro de 1922 se levou a cabo, em Rancagua, o IV Congresso do POS, que se transformou no I Congresso do Partido Comunista do Chile. Dias que representam um marco para a classe e povo do Chile, como parte do proletariado e dos povos do mundo. Sob a chefatura do mestre Luis Emilio Recabarren, o proletariado deu o salto à constituição do Partido Comunista – Seção Chilena da Internacional Comunista.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro