Presos políticos democráticos e revolucionários

Novos atos exigem libertação de GN Saibaba

Organizações democráticas e revolucionárias e partidos comunistas maoistas se somaram à campanha internacional pela libertação do professor universitário GN Saibaba.

GN Saibaba é um corajoso democrata que levanta sua voz em denúncia aos crimes e chacinas indiscriminadas cometidas pelo Estado indiano contra os povos tribais e camponeses, sob o pretexto de “combate à insurgência”.

O professor, que tem 90% do corpo paralisado e não pode se locomover sem cadeira de rodas, foi condenado sumária e ilegalmente à prisão perpétua pelo Tribunal de Sessões de Gadchiroli. Ele é acusado pelo velho Estado indiano de “ligações com o Partido Comunista da Índia (Maoista)” — partido que dirige a Revolução de Nova Democracia e a guerra popular na Índia.

Amplia-se a campanha

No Equador, o Partido Comunista do Equador — Sol Vermelho (PCE-SV) emitiu comunicado exigindo a libertação de GN Saibaba.

“O Dr. Saibaba é mais uma de tantas vítimas do velho Estado da Índia. Fechado nas velhas masmorras semifeudais por toda a vida, a reação pretende convertê-lo em um escarmento para debilitar e constranger as lutas do povo. [...] Se equivoca a reação mais uma vez, pois as atrocidades vivificam a luta”. E concluiu: “Muitos dirão: ‘É uma atrocidade!’. Sim, é verdade, mas jamais esperamos menos que isso, essa é a reação contrarrevolucionária. Necessita-se aprofundar a guerra popular e não deixar pedra sobre pedra do velho Poder”.

A Frente de Defesa das Lutas do Povo — Equador (FDLP) também emitiu comunicado, no qual afirma: “O Dr. Saibaba é o claro exemplo de como um verdadeiro filho do povo deve assumir a ideologia, como defendê-la e como levá-la à prática, ainda que em condições difíceis”.

“Dr. Saibaba é um acadêmico intimamente ligado às lutas do povo indiano, sobretudo àquela que se opõe à campanha de ‘terra arrasada’ que leva adiante o aparato militar da Índia (Operação ‘Caçada Verde’)”.

Concluiu afirmando: “O povo do Equador exige a libertação imediata do Dr. Saibaba e exorta os povos oprimidos a manter erguida a campanha internacional até conquistar o objetivo: a libertação do Dr. Saibaba”.

No México, a Corrente do Povo “Sol Rojo” também ingressou na campanha internacional pela libertação de GN Saibaba. “Reforçar o internacionalismo proletário em nossas fileiras e em nossas lutas, particularmente impulsionando a campanha pela defesa da vida, saúde e liberdade dos comunistas presos em outras partes do mundo, como o caso do Presidente Gonzalo no Peru, e o camarada Saibaba na Índia!”, afirmou o comunicado.

Tratamento negado a GN Saibaba

“As autoridades em Maharashtra estão negando tratamento médico para GN Saibaba, colocando em sério risco a sua saúde”, denunciou a Anistia Internacional em 24 de março de 2017.

Agora trancafiado no campo de concentração de Nagpur Central, pouco antes de ser detido, GN Saibaba foi diagnosticado com pancreatite aguda e, portanto, necessita uma operação para remover a vesícula biliar. No entanto, isto vem sendo negado pelo velho Estado indiano.

Além disso, as condições nas masmorras não são adequadas para GN Saibaba, que necessita de cuidados especiais por conta da paralisia que toma 90% de seu corpo. Todas as situações agravam sua saúde.

“Negar tratamento médico a prisioneiro é injustificável, e pode ascender à tortura”, concluiu a Anistia Internacional.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin