Sucateamento da UERJ é política de Estado

Desde muito tempo que a situação de crise da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) vem se tornando aguda. Em especial, a partir de 2015, o quadro tem ganhado contornos mais drásticos, resultando na grave condição atual de completo sucateamento da instituição com a suspensão de suas atividades acadêmicas durante meses. Este quadro crítico nada mais é do que resultado direto da profunda crise econômica e política em que se encontra o estado, em meio à crise geral do velho Estado brasileiro.

http://www.anovademocracia.com.br/187/14a.jpg
Aula-pública durante protesto contra precarização em frente ao Palácio Guanabara, 11/04

A equipe do jornal A Nova Democracia visitou a UERJ e conversou com estudantes, professores, trabalhadores terceirizados e técnico-administrativos da universidade para registrar o panorama em que se encontra essa instituição.

O quadro de sucateamento da UERJ, tida como universidade de excelência do Rio, tem impedido que esta possa exercer suas funções básicas, tendo em vista a falta de repasse dos recursos do gerenciamento estadual de Pezão/PMDB para o custeio mensal da universidade.

É o que nos conta o professor de geografia Mario Pires da Faculdade de Formação de Professores (FFP), unidade da UERJ localizada em São Gonçalo: “No ano passado o pólo da UERJ que fica em São Gonçalo deveria ter recebido doze repasses, para garantir a limpeza, serviços de manutenção, segurança, entre outros. Ela recebeu apenas dois repasses”.

http://www.anovademocracia.com.br/187/14b.jpg

Outro ponto ressaltado pelo professor é que a universidade vem sofrendo com a falta de verbas há muito tempo e que isso tem prejudicado o exercício docente, obrigando os professores do pólo de São Gonçalo a deixar em segundo plano sua dedicação exclusiva à universidade, para  preocupar-se  com a captação de recursos necessários à construção de laboratórios, reformas de sala de aula etc. Mario Pires conclui afirmando que cada vez mais o estado vem deixando de se responsabilizar pelos serviços públicos e alerta que isso tem aberto espaço para que nichos de mercado se formem – por meio das terceirizações, parcerias público-privadas (PPPs) –, nos quais interesses privados dos empresários prevalecem sobre os interesses públicos, tirando todo o caráter da universidade que deveria ser de servir ao povo, de maneira gratuita e de qualidade.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin