Índia: Grande ação aniquila 26 soldados

No mês de abril, o Exército Guerrilheiro Popular (EGPL)desenvolveu uma grande operação de aniquilamento contra o 74º Batalhão das Forças Policiais da Reserva Central (FPRC). Segundo fontes policiais, mais de 300 combatentes vermelhos foram mobilizados e emboscaram os soldados da reação, aniquilando 26 deles. Conforme depoimento de um soldado que sobreviveu, os combatentes eram aldeões, em maioria mulheres. Foi uma das maiores ações empreendidas pelo EGLP nos últimos anos.

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

Sobre essa relação, o porta-voz do EGPL, camarada Vikalp, afirmou:

“Estes ataques devem ser vistos como uma retaliação contra as atrocidades sexuais cometidas pelas forças de segurança contra as mulheres e as jovens tribais na zona de conflito”.

Dias antes, em 7 de abril, foi noticiado o abuso sexual cometido por policiais da FPRC contra uma jovem de 15 anos, na aldeia de Chintagufa, no distrito de Sukma, em Chhattisgarh. Os policiais invadiram sua casa e abusaram da jovem na frente de seus pais, que foram impedidos de intervir com agressões e ameaças.

Falece veterano dirigente maoista

A imprensa local noticiou, em 18 de abril, o falecimento, aos 80 anos, do veterano e histórico dirigente maoista Narayan Sanyal, vitimado por uma enfermidade terminal. Ele estava encarcerado desde 2005 e faleceu em um hospital de Calcutá.

O camarada Narayan Sanyal se uniu ao Partido Comunista da Índia (Marxista-Leninista) então dirigido pelo histórico dirigente comunista indiano Charu Mazumdar nos anos 60. Teve papel importante na unificação do PCI (Maoista), do qual foi membro dirigente do Birô Político até sua detenção em 2005.

O PCI (Maoista), em declaração por ocasião de seu falecimento, afirmou: “Ele será lembrado pelos revolucionários do mundo, e seu nome, junto a outros, vai espalhar a chama do marxismo-leninismo-maoismo e da guerra popular!”.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin