199 anos do nascimento de Karl Marx

http://anovademocracia.com.br/188/06a.jpg Em 5 de maio de 2017 completam-se 199 anos do nascimento de Karl Heinrich Marx, genial fundador do socialismo científico, em Tréveris, na Alemanha. Pela passagem de tal acontecimento, na presente edição, o AND presta sua homenagem a um dos maiores pensadores revolucionários da História da Humanidade, dirigente do proletariado internacional e artífice da ciência que trata das leis gerais que regem o desenvolvimento da natureza, da sociedade e do pensamento humano — o materialismo dialético e o materialismo histórico.

Como apontamos em artigo publicado na edição nº 109 de AND, em maio de 2013, Marx, em sua vasta obra, “demonstrou de maneira científica que a destruição do capitalismo e o triunfo da sociedade comunista são inevitáveis e, junto de seu camarada Friedrich Engels, apontou que o caminho que conduz à sociedade socialista é o da revolução proletária e da ditadura do proletariado.

A doutrina de Marx é a ciência da transformação do mundo pela via revolucionária. Essa ciência ensinou ao proletariado que, para alcançar seus fins, ele deve destruir de forma violenta a velha ordem existente, e que isso só pode ser alcançado se organizar seu próprio partido revolucionário”.

E é exatamente neste sentido que, em seu mais conhecido trabalho, O Manifesto do Partido Comunista, escrito junto com Engels e lançado em 21 de fevereiro de 1848, ele concluía: Os comunistas rejeitam dissimular as suas perspectivas e propósitos. Declaram abertamente que os seus fins só podem ser alcançados pela derrubada violenta de toda a ordem social até aqui. Podem as classes dominantes tremer ante uma revolução comunista! Nela os proletários nada têm a perder a não ser as suas cadeias. Têm um mundo a ganhar. Proletários de todos os países, uni-vos!

A genialidade de Marx e sua doutrina são valiosas armas nas mãos dos revolucionários, apesar das falsificações e deturpações que fazem os revisionistas, oportunistas e as concepções academicistas sobre sua obra. Além de teórico, Marx foi também um destacado militante e dirigente comunista, como apontava seu genro e camarada Paul Lafarge, quando dizia que “A atividade de Marx não dizia respeito apenas ao seu país de origem: ‘Sou cidadão do mundo’, dizia, ‘e trabalho onde me encontro’. Com efeito, para onde quer que fosse conduzido pelos acontecimentos e pelas perseguições políticas, na França, na Bélgica e na Inglaterra, ele participava ativamente dos movimentos revolucionários que se desenvolviam”.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro