Decapitação... do pensamento

A decapitação do estadunidense Nicholas Berg gerou múltiplos debates no mundo. Os ianques sem nenhum pudor se lançaram à cena midiática dando a entender que os muçulmanos são mais bárbaros que eles.

Paralelamente à polêmica desatada no mundo em torno dessa decapitação, existem elementos que não deixam de chamar a atenção sobre a veracidade do vídeo mostrado pela Casa Branca. Um deles é, cientificamente falando, a ausência de jatos de sangue num corte desse tipo, sabendo que nesse lugar, na altura do pescoço, se encontram a carótida e a jugular. A carótida, por sua função fisiológica e posição anatômica, recebe o sangue diretamente do coração e, portanto, a pressão sanguínea é enorme. Um corte dessa natureza devia produzir no corpo humano normal uma hemorragia intensa com jatos visíveis. Isso não se observa no vídeo.

Por outro lado, parece muito estranho que o estadunidense Nichiolas Berg apareça como “refém dos terroristas muçulmanos” vestido com um uniforme laranja, o mesmo que os ianques obrigam seus prisioneiro a usar na base militar de Guantânamo.

Para terminar, a cadeira que Nicholas Berg aparece sentado é do mesmo tipo que a usada pelos soldados ianques que posaram nas famosas fotos na prisão de Abu Ghraib, no Iraque. Prisão controlada pelos ianques.

Então? Estamos diante de uma montagem do tipo das que a CIA está acostumada a fazer? Esta montagem foi fabricada na mesmíssima prisão de Abu Ghraib? Somente a história se encarregará de esclarecer estes horríveis métodos de manejo da opinião pública.

 

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin