Síria: acirram-se contradições entre os invasores

O Ministério de Defesa da Rússia declarou, no dia 19 de junho, que pode atacar qualquer avião que sobrevoar a Síria nas regiões em que opera a força aérea russa. A declaração é uma clara ameaça dirigida ao USA e se deve ao fato de que, um dia antes, um avião sírio foi abatido por um avião ianque ao sul de Raqqa, uma cidade localizada no centro-norte da Síria. O USA alegou que o avião sírio havia bombardeado uma região muito próxima onde se encontravam “tropas da coalizão” (tropas mercenárias apoiadas pelos ianques) que combatem o Estado Islâmico. Já Bashar al-Assad, pró-Rússia, disse que o alvo eram militantes do Estado Islâmico.

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

A Rússia advertiu ainda que os aviões da coalizão liderada pelo USA que voarem a oeste do Rio Eufrates serão “considerados alvos” na Síria, além de suspender seu canal de comunicação com os ianques.

As contradições entre os ianques e os russos se acirram enquanto as massas populares, no fogo cruzado das armas imperialistas, e carentes de uma direção revolucionária consequente, são lançadas nas mais odiosas mazelas de uma guerra civil sangrenta. Tanto a Rússia quanto o USA têm suas mãos sujas de sangue e cabe ao povo sírio expulsá-los de seu território.

Em 30 de junho, uma investigação realizada pela Organização para a Interdição das Armas Químicas (OIAC) confirmou o uso de gás sarin (arma química) em um ataque contra a cidade de Khan Sheikhoun realizado no dia 4 de abril que assassinou mais de 80 pessoas.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro