PA: Munduruku ocupam Hidrelétrica

A- A A+

Em protesto contra as hidrelétricas de Tele Pires e São Manoel, cerca de 200 Munduruku, em sua maioria mulheres, paralisaram, entre os dias 16 e 20 de julho, a obra da Hidrelétrica São Manoel, em Jacareacanga, sudoeste do Pará. Representantes de 128 aldeias da bacia dos Tapajós participaram da ocupação.

Divulgação/MST
Indígenas ocupam canteiro de obras de hidrelétrica
Indígenas ocupam canteiro de obras de hidrelétrica

Os Munduruku, que se autodenominam Wuy jugu, reivindicaram a demarcação da Terra Indígena Sawré Muybu, situada entre os municípios de Itaituba e Trairão. Esta terra indígena sofre com a ação de latifundiários, madeireiras, mineradoras e com a construção de barragens.

Segundo os indígenas, as obras das hidrelétricas prejudicaram terras dos povos Apiaká, Kayabi e Munduruku. O alagamento de grandes áreas, a redução do nível da água dificultando a navegação no rio e a redução do número de peixes prejudicando a pesca são os principais impactos apontados pelos povos indígenas.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Fausto Arruda

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza